Fotos: Fotosite

Por Sylvain Justum

A Forum segue reafirmando sua identidade brasileira, exaltada de maneira bem feliz em seu retorno às passarelas na temporada passada, quando focou em paisagens e arquitetura típicas do País. Para o próximo inverno, é a vez da flora, mais um pouco de topografia, e dos materiais rústicos como palha e ráfia. Nada literal, tudo bem atualizado por Marta Ciribelli com a ajuda de materiais hi-tech e de seus parceiros de estampas.

Fotos: Fotosite


Filipe Jardim
repete a dose e arrisca um Pão de Açúcar artsy, bem como palmeiras cocos e silhuetas de montanhas, lindos nos tops de shape quadrado, estruturados, em oposição aos longos vestidos fluidos, como o rosê de Vivi Orth (na imagem acima).  Ira Trevisan estreia riscando folhagens, sombreadas por camadas de tecido plástico translúcido, cortadas em desenho de maxi t-shirt.

Em geral, formas amplas, com recortes desenhando a cintura, e comprimentos se revezando entre curtinho e lá no pé. As linhas são limpas, esportivas, enriquecidas por texturas geométricas, com aspecto de cestaria. Cores esverdeadas ou derivadas do vermelho, com um pinguinho de cinza aqui e ali.  Aos 30 anos, a Forum é brasileira, sim, mas é também global, e o preciso mix de artesanal com tecnológico parece ser a melhor maneira de traduzir essa nova fase.

Fotos: Fotosite

O look: o vestidinho verde estruturado de Bruna Tenório (na imagem acima), vazado geometricamente para dar aspecto de cestaria.

Fotos: Fotosite

O acessório: os escarpins (e as botas) com detalhe de palha e pegada esportiva.