Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A volta do nome Charles James não se resume apenas à exposição do Metropolitan Museum of Art, inaugurada em maio de 2014. O couturier que marcou história no fim da década de 40 terá sua grife relançada através da companhia de Harvey Weinstein.

O magnata do cinema confirmou nessa terça-feira (07.05) que concordou em licenciar a marca para o mercado. “Charles James foi um dos maiores designers de alta-costura na história da moda e seu nome merece estar no mesmo patamar da Chanel, Dior e Oscar de la Renta”, declara Weinstein. “Estamos muito felizes de comandar o revival de sua marca.”

Georgina Chapman, designer da Marchesa e mulher de Weinstein, trabalhará como consultora da grife. “Os vestidos de Charles James encantaram a todos ontem no gala do MET”, comenta. “Há tempos ele é fonte de inspiração para mim e todos na Marchesa.”

O lançamento oficial será depois do término da exposição do MET, em agosto. A boa notícia é que a expo pode ser levada para outros países. Bazaar torce para que o Brasil esteja na nesta lista, caso a turnê se concretize.

Em tempo: a mostra Alexander McQueen: Savage Beauty, exibida em 2011, estreia no V&A em 2015.