Rosie Huntington-whiteley no desfile da Animale, Inverno 2012

Por Sylvain Justum

Assumindo a porção perua que existe em seu RG, a Animale olha para o decorativismo dos czares russos para construir seu inverno.

É um glamour delicado, por vezes enfeitado, onde brilham cristais e paetês, bem aplicados no primeiro bloco de looks em chiffon de seda esvoaçante, com prints déco em preto e branco.

Interessante o mix de calças-pijama com tweet escovado, com aspecto podrinho, boa ideia street.  Mas é no lusco-fusco do veludo de seda, bem trabalhado em devoré que pintam as melhores ideias.

Nessa família, são boas as calças-pijama que, presas na tornozeleira bordada da sandália, ganham ares jogging. A técnica aparece também em vestidos de cintura deslocada, que respiram anos 20, às vezes até com as franjinhas características no barrado.

Destaque para as peças em verde esmeralda e para a turma champanhe do final, onde vale a pena prestar atenção, além do macacão final, no conjunto de calça e túnica, com bolero de marabou da atriz Rosie Huntington-Whiteley, convidada de honra da grife.

Por falar em pêlos, a entrada de Flavia Lucini, de casaco marabou, carteira felpuda e calça de smoking preta revisitam um glamour bastante visto nos 90 (Tom Ford na Gucci, por exemplo) com uma aura setentista que pontua toda a coleção. Bom também.

MELHOR LOOK: Vestido com pegada anos 20, de cintura deslocada, em veludo devore verde musgo

BELEZA: Apesar do tema “peruesco”, o clima era natural, com cabelos presos despretensiosamente

MODELO: Rosie Huntington-Whiteley disse a que veio. Linda, elegante, mas menos gostosa do que deixa imaginar suas participações na Victoria´s Secret ou em Transformers

 

 

Foto da Home: Paulo Reis