Da esq. para a dir., vestido, R$ 2.985; camisa, R$ 985; regata, R$ 485; e saia, R$ 950. Tudo Modem. Sapatos, R$ 4.100, Louis Vuitton. Top, R$ 2.325, e pantacourt, R$ 2.980, ambos Modem. Sapatos Louis Vuitton - Foto: Harper`s Bazaar Brasil / Deco Cury
Da esq. para a dir., vestido, R$ 2.985; camisa, R$ 985; regata, R$ 485; e saia, R$ 950. Tudo Modem. Sapatos, R$ 4.100, Louis Vuitton. Top, R$ 2.325, e pantacourt, R$ 2.980, ambos Modem. Sapatos Louis Vuitton – Foto: Harper`s Bazaar Brasil / Deco Cury

Por Ligia Carvalhosa

Com coleções sem tema específico e focadas no tecido e na modelagem de peças que só parecem básicas, mas não são, a Modem, dos mineiros André Boffano e Sam Santos, desponta entre as novas marcas made in Brasil. Criada em 2015, quando cobriu a cidade de São Paulo com lambe-lambes, tem como pilares as linhas retas da alfaiataria e as formas orgânicas, trabalhadas em couro, tricô, jeans e jacquards, com zíperes e ilhoses como acessórios.“Em tempos de crise, as pessoas não querem o efêmero, mas a durabilidade atemporal”, explica André, estilista formado pela École de La Chambre Syndicale de La Couture Parisienne e ex-assistente de estilo da Givenchy.

“Modem é um aparelho que detecta vários sinais para transformá-los em uma nova onda. Nós fazemos a mesma coisa, por meio de pesquisas nas artes plásticas, na arquitetura e na arte gráfica”, explica Sam. No inverno 2016, referências às obras de Alexander Calder e Henri Matisse se misturam às formas práticas que compõem o mix urbano-cool e clean da grife. Para este ano, prometem uma coleção de joias e um possível desfile em formato pocket, embora os convites para integrar as semanas de moda nacional, como Bazaar sabe, sejam muitos.