“O Vietnã me emocionou como nenhum outro lugar do mundo. Há uma sensibilidade nas pessoas, uma força. Difícil de verbalizar”, conta Vitorino Campos, diretor criativo, da Animale. Ele e Bete Nabuco, diretora de estilo da marca, passaram 20 dias numa viagem de pesquisa pelo sudeste asiático. Peças vintage dos séculos 19 e início do 20 garimpadas pela dupla inspiram modelagens e bordados da parte mais elaborada da coleção, que foi exposta no segundo andar da loja na rua Oscar Freire.