Onda fitness invade o verão 2019 da Yazbukey

Nova coleção da marca da princesa Yaz Kurhan é fun e colorida

by Cibele Maciet
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Viver em Paris é o sonho de muita gente, mas pouquíssimas podem se orgulhar de não só ter residência como estar para sempre ligadas à história da capital francesa. Yaz Kurhan, princesa egípcia de família otomana, é uma delas.

O famoso obelisco da Place de la Concorde foi presente do seu antepassado, o vice-rei do Egito Mehmet Ali Pasha a Charles X, em 1836. Filha de pai embaixador e mãe especialista em história do Egito, Yaz cresceu vivendo em países diferentes, o que a ajudou a moldar a vocação globetrotter.

Em contraponto aos ambientes sisudos e superprotegidos das embaixadas, ela conta à Bazaar que havia em casa uma atmosfera de loucura e glamour que seus pais adoravam. Crescer nesse universo acabou moldando um olhar irreverente, quase debochado do mundo, que ela exercita junto com a irmã, Emel, no comando da Yazbukey.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para a coleção verão 2019, intitulada “Fitness Club”, a dupla convidou dançarinas, acrobatas e contorcionistas para mergulhar em códigos esportivos com altas doses de irreverência: tops e shorts em tela, bustiês de lycra camuflados e leggings decorados com a boca vermelha, símbolo sexy e pop da marca.

“Me inspirei em aplicativos de ginástica, como o sweat. É um mundo cheio de referências interessantes”, explica a designer, em uma clara alusão também ao fitspo, o fitness inspiration que tomou conta do Instagram.

Acessórios funny, como colares de pernas calçadas com escarpins, brincos em forma de pílulas de energia e clutches recordando walkman fazem parte da proposta.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

As cores vieram fortes, como azul-turquesa, vermelho, amarelo e rosa. Excêntricos e surrealistas, os acessórios em acrílico e borracha da dupla são statements com poder de transformar qualquer look.

Se a roupa levar a mesma assinatura, como os novos pijamas, lingeries e looks de esporte igualmente coloridos, em conexão direta com os anos 1980, o resultado invariavelmente será carregado de atrevimento.

O apurado senso imagético, com forte pegada surrealista – que já valeram comparações com Elsa Schiaparelli –, também foi herança dos pais. “Eles sempre foram apaixonados por cinema. Aprendemos a nos relacionar com o mundo exterior por meio das imagens”, explica. “Palco, moda, maquiagem e penteados de época sempre me fascinaram. Junto com referências vindas da música, como a banda Culture Club. Tudo isso representava liberdade para mim.”

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Formada em Design Industrial, ela se deixou seduzir pela moda depois de um encontro com Marie Rucki, diretora do Studio Berçot, por onde já passaram nomes como Isabel Marant, Martine Sitbon e Natacha Ramsay-Levi, diretora artística da Chloé. “Foi assim que caí na moda”, afirma.

Depois de dois anos de curso e diploma embaixo do braço, Yaz integrou as equipes de estilo da Martin Margiela, Givenchy – à época de Alexander McQueen – e Jeremy Scott. As viradas do século e do milênio tiveram efeito de renovação para a designer. Foi assim que, em 2000, ela decidiu mudar drasticamente o rumo profissional e montar com a irmã, Emel, sua marca de acessórios e roupas, a Yazbukey – que acabou virando sua própria alcunha.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Figura carimbada na cena fashion parisiense, Yaz é sempre vista em festas e eventos disputados pela cidade. Com uma vida noturna intensa e amigos igualmente extravagantes, ela moldou para si um lifestyle de princesa moderna. É um circuito fértil que também traz boas parcerias nos negócios. A última delas foi com a Urbanears, empresa sueca de fones de ouvido. “É empolgante trabalhar com marcas que fazem parte de outros universos”, diz a designer, que traz na bagagem collabs com Shu Uemura e Lacoste.

“Vivemos uma era que exige novos métodos de trabalho”, avalia, prevendo um futuro transformador. “O papel das redes sociais é superimportante. Acredito que, em breve, não precisaremos mais de lojas físicas, o que tornará o contato com o cliente mais próximo e privilegiado.” Ponto para suas criações que vão além do senso comum.

Leia mais:
Red lips: Yazbukey assina coleção para a Shu Uemura
Maxibolsa é a nova it-bag das fashionistas
Sportswear chic: inove no look esportivo com alfaiataria e acessórios poderosos