Aurora no cantinho budista de seu ateliê, Talavera, onde além de suas joias, também vende achados étnicos especiais - Foto:Tiago Chediak/ Harper's Bazaar
Aurora no cantinho budista de seu ateliê, Talavera, onde além de suas joias, também vende achados étnicos especiais – Foto:Tiago Chediak/ Harper’s Bazaar

Por Carolina Overmeer

Há anos escuto que preciso conhecer a Aurora. Temos duas grandes amigas em comum, a apresentadora Fernanda Lima e a empresária Rosane Mazzer, fundadora do Favela Chic, em Paris. Até que, finalmente, em 2013, a encontro, de férias em Noronha, e imediatamente fico fascinada com as peças brutas, de ouro maciço e cheias de inscrições poéticas, que ela usa nos dedos, nos pulsos, no pescoço.

Nada parecido com as joias que costumo encontrar por aí. “Es mi arte”, me conta, com simpatia e sotaque mexicano. Curiosa para conhecer mais de perto seu trabalho, combino de visitar o ateliê em Nova York no mês seguinte.

Seu espaço em Downtown, batizado de Talavera, é amplo, iluminado e incrivelmente chique. À mostra há tantas peças lindas que não consigo escolher uma preferida. As joias, algo orgânicas, como que esculpidas à mão na forma de pedras encontradas na praia, e enfeitadas com palavras e pingos de rubi e diamante, foram a minha melhor descoberta dos últimos tempos.

Mas pelo visto cheguei atrasada. Aurora tem uma lista de clientes que inclui Angelina Jolie e Brad Pitt, Nicole Kidman, Penelope Cruz, Madonna, Patty Smith e mais um monte de celebridades. Tenho a sensação de que o mundo todo já a conhecia, menos eu. “Crio peças personalizadas, nenhuma é igual à outra”, ela explica. E quem não gosta de exclusividade hoje em dia?

Algemas em ouro 18k e pedras preciosas, a partir de US$24 mil - Foto: Tiago Chediak/ Harper's Bazaar
Algemas em ouro 18k e pedras preciosas, a partir de US$24 mil – Foto: Tiago Chediak/ Harper’s Bazaar

Em resumo, o trabalho de Aurora Lopez Mejia consiste, primeiro, em encontrar no discurso do cliente os termos que serão inscritos na sua peça – a busca pela palavra certa é parte importante do processo, já que, desde criança, ela coleciona dicionários antigos e está sempre atrás de novos significados para suas escritas. Depois, vem o processo de gravá-las no ouro, com tipografias garimpadas em lojas de antiguidades. “Ao final, o que temos são talismãs personificados, usados para proteger e inspirar”, conclui.

Após a visita em Nova York ainda vamos juntas ao concerto dos Rolling Stones, em Los Angeles. E lá da arquibancada, enquanto o rock rola solto, Aurora aponta o guitarrista Ronnie Wood e comemora: “Ele está usando a minha medalha! Me dá um enorme prazer saber que a minha joia tem significado especial para quem a usa”. Procurem por ela.

Anel de turmalina rosa e diamantes champagne US$21 mil - Foto: Tiago Chediak/ Harper's Bazaar
Anel de turmalina rosa e diamantes champagne US$21 mil – Foto: Tiago Chediak/ Harper’s Bazaar

Assine a Harper’s Bazaar