Maïwenn Le Besco na campanha dos óculos de inverno 2013 da Chanel - Foto: Divulgação

Maïwenn Le Besco é uma premiada atriz, roteirista e diretora que já conquistou um lugar ao sol na França. E não só pelos dons cinéfilos. Dona de beleza exótica, aos 36 anos, ela foi escolhida como a nova queridinha da Chanel, tornando-se o rosto da campanha da coleção outono-inverno dos óculos da marca, clicada por Karl Lagerfeld.

Lagerfeld encantou-se com a personalidade de Maïwenn, que, em suas palavras, é uma mulher original, carismática e determinada. Esta é a primeira vez que a atriz empresta sua beleza ao mundo da moda. E parece ter gostado: “Nós nos divertimos muito no dia das fotos. Fiquei hipnotizada com a energia que tem o estúdio do Karl“, conta.

A carreira como atriz começou cedo, quando a mãe, a também atriz Catherine Belkhodja, a arrastava para os sets de filmagem e a inúmeros testes. Em 1991, Maïwenn conheceu e se apaixonou pelo produtor e diretor francês Luc Besson, 17 anos mais velho que ela, com quem trabalhou em filmes como a ficção científica O Quinto Elemento. A atriz mudou-se com ele para Beverly Hills e, quando fez 16 anos, tiveram uma filha. Durante esse período, Maïwenn aventurou-se na direção de making ofs dos filmes de Luc.

Maïwenn Le Besco com Karl Lagerfeld - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar

Ao se separar do diretor, em 1997, Maïwenn voltou à França. Nessa época, escreveu e atuou no stand up comedy Le Pois Chiche (Grão de Bico), no qual interpretou todos os personagens que fizeram parte de sua infância. Le Pois Chiche rendeu o curta I’m an Actress, em 2003. De lá para cá, dividiu-se entre três carreiras.

Ainda presa aos assuntos autobiográficos, seu primeiro longa, Pardonnez-moi (Perdoe-me), foi filmado em 2006 e recebeu duas indicações ao Cesar, prêmio anual do cinema francês. Ano passado, ganhou o prêmio do júri em Cannes pelo aclamado Polisse (o “ss” substitui o “c”, como se uma criança escrevesse “Polícia”), que conta a história de policiais que cuidam da guarda de menores abusados sexualmente ou maltratados pelos pais.

“Atuei no próximo filme de Michel Leclerc, a comédia Télé-Gaucho, que começa a ser divulgado em dezembro. Mas nada me impediu de pensar num próximo projeto como diretora.” Maïwenn dá a pista, e continuamos a rastreá-la.