Foto: Divulgação

Por Rodrigo Yaegashi e Silvana Holzmeister

“Refresh é mais importante do que o novo” analisam Miuccia Prada e Raf Simons sobre o que enxergam como o ritmo da moda contemporânea. Com o verão 2021, a dupla estreia parceria na direção criativa da Prada de forma igualitária criativamente.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Em formato digital, o desfile cercado de câmeras e telas onde os nomes das modelos surgiam a cada entrada, já sinalizava um dos aspectos importantes desta fase da marca. Inclusão, sustentabilidade e tecnologia se firmam como pilares da label que, automaticamente, reflete na descontração vista nas peças utilitárias endereçadas a nômades urbanos, que predominam no desfile.

Devido à pandemia, ambos se reconectaram consigo mesmos, e olharam para seu ponto em comum, a própria marca. As icônicas etiquetas triangulares saem dos forros e das costas e surgem centralizadas nas golas, bem na frente, e o shape reflete na silhueta de casacos-vestidos ombro a ombro criando uma ilusão de ponta nas pernas. Detalhe para o styling usando as mãos para segurar os casacos, já que ficam livres com a sacada dos bolsos transformados em bolsas, evolução da proposta que arrematava botas.

Estampas do acervo da marca dos anos 1990 surgem em moletons com saias plissadas, dando jovialidade e casualidade em contraponto aos ricos bordados em flores que brotam sob telas brancas. No balanço geral, Miuccia e Raf reforçam que a evolução da moda passa pela importância da qualidade atrelada ao design e a urgência de entendermos qual “uniforme” nos representa. Identidade, taí algo para ser analisado e colocado em prática.

As etiquetas

Fotos: Divulgação

Reafirmando a identidade da marca, as etiquetas deixaram o avesso das roupas e foram aplicadas na frente das peças.

A estampa

Fotos: Divulgação

Moletons e saias plissadas foram estampados com um padrão que remete aos anos 1990 – o mix de cores e formatos geométricos são característicos daquela época.

A bolsa

Foto: Divulgação

A Prada brincou com a ideia de bolsa e sua utilização, incluindo a ideia de criar peças com um material emborrachado.

Os sapatos

Fotos: Divulgação

Atualizando o scarpin, a marca acrescentou abas aos sapatos.

As flores

Fotos: Divulgação

As flores apareceram de diferentes formas ao longo da coleção, seja em aplicações feitas com o mesmo tecido da peça, estampas ou padrões borrados.

O nylon

Fotos: Divulgação

Um dos maiores destaques da coleção foram os tops e saias feitos com nylon. As peças reúnem características utilitárias, como os bolsos e as faixas, a uma modelagem moderna e prática.

O styling

Fotos: Divulgação

Nós amamos o truque de styling escolhido, em que as modelos seguram os casacos.

Os furos

Fotos: Divulgação

O detalhe das golas rolês com furos – usadas tanto sozinha quanto embaixo de suéteres e casacos – é uma das apostas modernas da Prada.

Os tricôs

Fotos: Divulgação

Destaque para os tricôs com gola V, usados sobre camisetas de manga comprida com furos e tons contrastantes.

A estreia

Fotos: Divulgação

O verão 2021 marca a estreia da colaboração criativa de Raf Simons e Miuccia Prada na grife, inaugurando um novo capítulo na trajetória da Prada.