Da esquerda para a direita, bolsa Balenciaga, Céline e Prada - Fotos: reprodução
Da esquerda para a direita, bolsa Balenciaga, Céline e Prada – Fotos: reprodução

Em tempos de fast-fashion, onde o que é mostrando nas principais passarelas vira inspiração para cópias que chegam às araras das grandes redes antes mesmo de serem lançadas pelas principais maisons, novas propostas surpreendem o olhar afiado de quem segue cada passo da indústria da moda.

Desfilado em 2011, o modelo luggage da Céline virou hit instantâneo entre fashionistas de todo o globo, ganhando espaço no closet das principais editoras de moda, além de lugar garantido nas galerias dos sites de streetstyle. Estruturadas, com amplas abas laterais e alças curtas, as bolsas viraram referência de estilo e ganham agora versões de marcas mais do que estabelecidas. Primeiro a Prada e, na sequência, a Balenciaga lançaram peças similares ao modelo da Céline.

À esquerda, o modelo Luggage na passarela da Céline. À direita, zoom no modelo com amplas abas laterais e alças curtas - Fotos: Divulgação
À esquerda, o modelo Luggage na passarela da Céline. À direita, zoom no modelo com amplas abas laterais e alças curtas – Fotos: Divulgação

E a questão que fica no ar é: sabe-se que existe um movimento no mercado com jovens estilistas injetando frescor e, ao mesmo tempo, perspectivas de aumento de venda às marcas já estabelecidas. Será o “inspired” o novo caminho proposto pelas grifes mundialmente conhecidas como lançadoras de tendências?