abre-robin-wright
A atriz Robin Wright usa vestido Boss – Foto: David Slijper

“Tenho tido semanas corridas”, desabafa Robin Wright com a repórter Sophie Elmhirst. A atriz, que interpreta a primeira-dama dos EUA na premiada séria House Of Cards, produção original do Netflix, é capa e recheio da edição de abril da Harper’s Bazaar UK. O motivo de seu cansaço? As intensas gravações da quarta temporada do seriado, que acaba de estrear na plataforma. “A cada capítulo gravado, me sinto completa”, diz. Wright, que recebeu o prêmio de Melhor Atriz em Seriado no Golden Globes de 2014 por sua interpretação da personagem Claire Underwood, revela que prefere estar na produção das histórias do que, de fato, estar nelas – prova disso é o cargo de produtora executiva que ocupa em HOC, ao lado de Kevin Spacey.

Robin Wright usa vestido  Prabal Gurung - Foto: David Slijper
Robin Wright usa vestido Prabal Gurung – Foto: David Slijper

“Prefiro estar por trás das câmeras. Seria incrível se pudesse fazer isso para sempre” diz. “O show business é imprevisível. Você nunca pode dizer nunca. Mas se alguém me perguntasse agora o que eu gostaria de fazer; atuar ou dirigir, eu responderia dirigir.” Robin, depois de três temporadas da série, ainda sente em si o magnetismo de sua personagem Claire. Para quem não sabe, a primeira-dama é uma mulher que tem sede de poder, e alimenta também o sentimento em seu marido Frank. “Ela é o oposto dos sentidos. É sensual e brutal, às vezes graciosa e fria em outros momentos”, diz. “Não tenho nada a ver com ela. Sempre penso `Nossa, eu vivo uma vilã. É engraçado o quão somos diferentes’”. Sobre seu principal colega de atuação, Kevin Spacey, ela dispara: “Ele é incrível. Ele consegue absorver o personagem tão perfeitamente, igual uma esponja. Você não precisa dizer nada a ele, ele capta o que é necessário.”

Robin Wright na capa da Bazaar UK de abril - Foto: David Slijper
Robin Wright na capa da Bazaar UK de abril – Foto: David Slijper

Leia mais: As mulheres fortes da Guerreiro Joias