Alexander Wang Fall Winter 2015 - Foto: Getty Images
Alexander Wang Fall Winter 2015 – Foto: Getty Images

Por Luigi Torre

A cultura punk e a cena underground da música eletrônica dos anos 1990 dão o tom para o inverno sombrio de Alexander Wang. Toda em preto (salvo alguns poucos jeans – sua nova empreitada – e tricôs), a coleção começa focada numa alfaiataria algo militar, de corte quadrado e fortemente decorada por taxas, zíperes e outros detalhes metálicos. Couro e veludo também entram em cena, dando ainda mais peso aos looks de corte quadrado, comprimento mídi, sempre arrematados por mega plataformas (botas ou sandálias com meias).

Mas até aí, nada de muito novo, afinal foi bebendo dessa mesma fonte street/clubber que Wang ganhou fama. O que muda é que hoje sua vida não se resume a festas. Na verdade, elas estão cada vez mais escassas – acumular duas funções de direção criativa (de sua própria marca e da Balenciaga) requer alguns sacrifícios. Vem, então, dessa nova realidade (e universo) os toques de luxo que dão toda uma outra profundidade e contexto para esta coleção – afinal, um certo pessimismo deluxe, também marcou os desfiles masculinos de inverno 2015. Exemplos ficam com os robes de pele de ovelha, os vestidos de malha de metal e as bombers prateadas, mais toda uma sofisticação no corte e modelagem. E o melhor, sem parecerem deslocados ou forçados.