Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Por Camila Salek

Vivemos um período de incertezas onde absolutamente ninguém é o dono da verdade. A pandemia da Covid-19 enviou ondas de choque por todo o mundo, forçando pessoas e marcas a repensarem rapidamente suas práticas e hábitos seculares e abrirem espaço para novas fórmulas mais relevantes. Fomos todos impactados, sem exceção. Estamos em RESET MODE.

Foto: Divulgação

Planos de contingência

A crise humanitária e financeira imprevisível que estamos vivendo descartou os planos estratégicos para 2020 e deixou muitas marcas expostas e sem rumo. Passado o susto do primeiro impacto, empresas estão focadas no gerenciamento de suas crises e na criação de planos de contingência, mas sem perder de vista o que talvez seja um dos maiores aprendizados que estamos vivendo no momento: mudanças drásticas em nossos modelos de negócios e no comportamento de consumo.

Foto: Divulgação

Colaboração

Enfrentar um futuro sem perspectivas claras e com equipes vulneráveis ​​torna-se um dos maiores desafios de líderes em todo o mundo, independentemente do segmento de atuação. Dia após dia vejo surgirem oportunidades incríveis de colaboração, inclusive de organizações concorrentes. Compartilhar dados, estratégias e ideias sobre como enfrentar a tempestade pode fazer a diferença nestes tempos de incertezas. Estamos acompanhando na prática o aprendizado colaborativo entre empresas, marcas e pessoas que decidiram não passar por esta pandemia sozinhos. Um processo impressionante de transformação.

Reset mode

Vamos tomar a indústria da moda como exemplo. Já vivíamos uma pressão muito grande neste setor, principalmente em relação à revisão do calendário de desfiles e datas para entrada de novas coleções. O RESET MODE na moda provocou uma pausa obrigatória que vai resultar numa revisão forçada do processo. Não teremos escolha. Roupas não estão sendo compradas, roupas não estão sendo fabricadas. O duelo entre estilistas e varejistas, que nunca chegaram a um acordo, tem agora uma oportunidade única sendo oferecida pela Covid-19: a de criar uma nova era.

Foto: Divulgação

Coopetition

Nos últimos anos venho estudando a colaboração entre marcas como um movimento importante para enfrentar a dinâmica das mudanças que estão reconfigurando o varejo. O novo “Coopetition”, algo como coopetição em tradução literal, é o termo utilizado nos Estados Unidos e que vem da fusão das palavras cooperação e competição. A recente parceria pré-Covid-19 entre a Kohl’s e a Amazon exemplifica bem o termo. A Kohl’s, que é um grande varejista americano que vem enfrentando sérios problemas para atrair publico mais jovem às suas lojas, viu nesta coopetição a chance de aumentar seu fluxo de clientes e vendas ao permitir que a Amazon disponibilize seus sistemas para retirada e devolução de pedidos dentro das suas lojas físicas. Já a Amazon, que vem tendo custos altíssimos com sua logística, traçou como estratégia utilizar a Kohl’s como uma opção para potencializar suas entregas e minimizar a logística reversa. Bingo! Duas concorrentes se juntam num processo de coopetição com benefícios recíprocos para ambos os lados.

Foto: Divulgação

Schutz e Reserva

Aqui no Brasil fui altamente impactada pela ação lançada por duas gigantes da moda: Schutz e Reserva. As marcas, decidiram juntar suas forças para uma parceria comercial e solidária inédita no nosso mercado. Com regras simples, em que no Dia das Mães a Reserva vende Schutz e no Dia dos Pais a Schutz vende Reserva, toda a base de clientes destas marcas será convidada a comprar no “concorrente” ganhando um voucher de 20% de desconto + frete grátis. Além disso, a Schutz também se comprometeu com a causa 1P5P da Reserva e, durante este período, vai viabilizar a cada produto vendido, 5 refeições para quem tem fome no país. Todo este processo criado e implantado em apenas 3 dias. Demais, não é mesmo?

Redefinição

Num momento onde ninguém tem respostas, ações como as descritas acima me inspiram a traçar próximos passos incríveis para uma nova jornada que precisa ser redefinida. Neste momento é muito importante construirmos rotas verdadeiras erguidas a partir do propósito e dos valores de marcas e consumidores. O RESET MODE é um excelente exercício para os que precisam se recompor para a retomada. Escute, analise e some, afinal uma nova verdade precisa ser escrita.