Foto: Divulgação

A Covid-19 acendeu uma luzinha de alerta sobre cuidados no dia a dia e muitas dúvidas. Uma delas diz respeito a roupas. Ainda que lavar as mãos, usar álcool em gel e usar máscara sejam o mais eficiente protocolo de proteção, há sempre o risco de, se alguém tossir perto de outra pessoa, que o vírus possa ficar preso nas fibras do tecido. É nesse quadro que um novo fio, desenvolvido no Brasil pela Rhodia, merece destaque.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Batizado de Amni® Virus-Bac OFF, o fio de poliamida não elimina a necessidade de cuidados de higienização frequente, segundo as instruções de segurança da OMS (Organização Mundial da Saúde) perante o cenário de pandemia do novo coronavírus, mas promete combater a proliferação de bactérias e a transmissão de vírus em artigos têxteis, incluindo os vírus envelopados, como são classificados os vírus como influenza, herpesvírus, novo coronavírus e outros.

“Ele bloqueia de maneira permanente, mesmo depois de inúmeras lavagens, a contaminação cruzada entre os artigos têxteis e o usuário, evitando assim que a roupa seja um veículo de transmissão de vírus e bactérias que podem estar em uma superfície têxtil”, explica a empresa, que que acaba de completar 100 anos de Brasil e integra o Grupo Solvay. A eficácia do fio foi comprovada por laboratório independente, seguindo os protocolos têxteis internacionais contidos na norma ISO 18184 (Determination of Antiviral Activity of Textile Products) e ação antibacteriana comprovada, de acordo as normas têxteis internacionais AATCC100.

Ao longo dos últimos anos, a empresa tem investido no aumento de seu portfólio de inovações têxteis de poliamida. As mais recentes são a microfibra Emana®, que ajuda a retardar a fadiga muscular e nos sinais de celulite; Amni® Soul Eco, Amni® Soul Cycle, que são fios têxteis funcionais e biodegradáveis, e Rhodianyl® Eco, fio têxtil de poliamida sustentável aplicado em uniformes escolares e outros artigos têxteis e acessórios.