"Eu gostaria de um cheeseburger, batatas grandes e um cosmopolitan, por favor!", Carrie Bradshaw.
“Eu gostaria de um cheeseburger, batatas grandes e um cosmopolitan, por favor!”, Carrie Bradshaw.

É muito comum prestar atenção – e até contar – as calorias do que se come, mas pouca gente observa aquilo que está bebendo. No dia do happy hour, há quem consuma drinks sem moderação e não se dê conta de que eles podem equivaler a uma refeição completa de fast-food.

Com isto em mente, Bazaar comparou as calorias dos coquetéis mais famosos com alguns pratos do McDonald’s, rede mais popular do Brasil, cujos lanches são padronizados em todo o mundo e, por isso, servem de referência. Uma dose de uísque, por exemplo, corresponde a uma porção de batata-frita, enquanto uma caipirinha é igual a um Mc Duplo.

” Quando a dieta é equilibrada, o consumo eventual de álcool ou fast-foods não causa problemas para organismo”, lembra a nutricionista Bárbara Gilli, do Unique Garden Hotel & Spa. No entanto, ela alerta: “Os fast-foods são alimentos ricos em gorduras, sódio e calorias, que em excesso contribuem para o aumento do colesterol, aumento da pressão arterial e ganho de peso. Além disso, são alimentos pobres em fibras, o que contribui para o aumento da produção de insulina, que está relacionada ao desenvolvimento diabetes.” O álcool, por sua vez, também apresenta também aspectos negativos: “Não oferece nenhum nutriente. O etanol é interpretado como açúcar pelo organismo. Desta maneira, a insulina é produzida para absorver esse açúcar e em seguida ocorre a hipoglicemia, que é um dos sintomas do consumo desse tipo de bebida.”

Leia mais: Prepare-se para a nova superfood: leite de barata 

Segundo a especialista, nenhum desses hábitos é saudável, porém o consumo do álcool em excesso é ainda mais nocivo.” Ele sobrecarga dos órgãos como fígado e rins, e como a substância circula de forma aleatória pela corrente sanguínea, intoxica o cérebro e prejudica a ação dos neurotransmissores. O álcool ainda pode gerar anemia, hipertensão arterial e cirrose”, completa. Para quem não quiser abrir mão de uma taça ou outra, Bárbara entrega: “Sempre que ingerir álcool, consuma junto alimentos como pães, batata, mandioca, e evite frios como mortadela, salame e linguiça. E não esqueça de ingerir água entre um drink e outro.”

Em tempo: já nos segue nas redes sociais? Instagram (@BazaarBR) e Facebook (@BazaarBR)

Leia mais: Pizza de melancia é a nova mania da geração saúde
Vinho para gatos é novidade no universo dos pets
Vinho azul aparece como alternativa ao vinho tinto, branco e rosé