Tia Johnson – Foto: Divulgação

De Malcom XJames Dean, os óculos Ray-Ban foram usados pelos maiores visionários de seu tempo. Suas ideias e visões desafiaram a sua época e continuam relevantes nos dias de hoje. agora, mais do que nunca, num período em que há muitas incertezas no mundo, os visionários criativos nunca foram tão importantes.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Por isso, a Ray-Ban defende esses visionários autênticos na sua nova campanha “See Beyond the Sun”, mostrando ao mundo que eles não perdem a visão, eles projetam-na através dos nossos ícones.

O serviço de lentes graduadas sob encomenda da marca, Ray Ban Authentic, combina as armações mais icônicas do mundo com a tecnologia avançada das lentes: um par completo com o ajuste perfeito. Essas lentes construídas digitalmente garantem que cada estilo da Ray-Ban seja personalizado de acordo com as especificações exatas de quem compra, para a melhor experiência em termos de nitidez e conforto.

Sem dúvida, um dos estilos mais icônicos da marca é o Clubmaster Classic, com o seu charme característico dos anos 50 e fascínio intemporal que é usado pelos criadores culturais há décadas. Agora, eles são a escolha frequente para os inovadores do amanhã, que projetam o próprio foco através das lentes.

Para a nova campanha Ray-Ban Authentic, a marca aliou-se a três espíritos livres talentosos que ousam olhar para além do mundo à sua frente, além das expectativas, rótulos e estereótipos e além do óbvio. Conheça as três personalidades que não são apenas visionários, mas líderes da comunidade que estão moldando o futuro de amanhã:

Aurora Anthony

Foto: Divulgação

Aurora Anthony é a personificação da cultura multi-hifenizada de Nova York. O seu trabalho é um diálogo criativo com o Lower East Side, onde reside e trabalha, e ganha forma na música rap, nos grafitti, na moda e no design. A sua marca 100 Wolves foi aprovada por Beyoncé. Totalmente dedicada à sua comunidade, é um visionário porque ousa arriscar: deseja mudar o mundo que conhece – definindo seus próprios horizontes.

Gabrielle Richardson

Foto: Divulgação

Richardson potencia a sua plataforma como modelo, artista e curadora a favor de uma mudança positiva. Ela é a fundadora de Art How Collective, uma plataforma online dedicada a dar voz a artistas negros, e do The Brown Girl Butterfly Project, uma comunidade de mulheres negras e pessoas não-binárias. A sua arte é sobre imaginação e ela está construindo o seu futuro da maneira que deseja vê-lo – suportado por uma comunidade forte que lhe permite sonhar.

Tia Jonsson

Foto: Divulgação

O estilo pessoal e a personalidade vencedora de Tia Jonsson fizeram com que conquistasse seguidores fiéis. O seu vitiligo, que provoca a perda de pigmentação na pele da testa, e a s faixas de cabelo branco sempre foram um distintivo de honra para a modelo e estudante. Trabalhou com Rihanna na estreia da campanha Savage x Fenty. A sua visão é reconhecer que amamos em nós mesmos, usando-o como um distintivo de orgulho.