À esquerda, o meia-pata da YSL que gerou a polêmica; à direita, modelo peep-toe de Louboutin - Fotos: Divulgação
À esquerda, o meia-pata da YSL que gerou a polêmica; à direita, modelo peep-toe de Louboutin – Fotos: Divulgação


Chega oficialmente ao fim a batalha travada entre Christian Louboutin e Yves Saint Laurent em torno da exclusividade do solado vermelho. Nesta quinta-feira (27.12), a Justiça de Nova York oficializou que o detalhe nos calçados é agora marca registrada do designer.

Em outubro de 2012, contamos aqui no blog que a Yves Saint Laurent optou por encerrar a briga com Louboutin, que se desenrolava desde 2011. A recente sentença apenas confirma o fim da ação judicial. A disputa começou quando a grife francesa passou a fabricar um modelo meia-pata vermelho, que tinha o solado da mesma cor.

Em comunicado, o advogado da Maison, David Bernstein, afirmou, na época, que a decisão de encerrar o caso era definitiva. “Vamos acabar com o litígio e focar nossa energia no negócio e no design criativo. Encerrando o processo, a Yves Saint Laurent espera que a Justiça não tome mais decisões que possam podar o trabalho dos nossos estilistas”, resume.