Por Ligia Carvalhosa,

Depois de uma maratona de 24 desfiles, femininos distribuídos em cinco dias, a Bazaar aponta quais as tendências que devem guiar o próximo inverno. Anote:

1. Tricô: esqueça os pontos largos feitos exclusivamente de lã, a proposta de agora é apostar em peças que levem couro, seja na trama, como propõem Patricia Motta e Ronaldo Fraga, ou mesmo nas mangas, sugestão de Gloria Coelho.

2. Basque: o volume de agora fica por conta das basques. Mais curtas, elas saem estruturadas direto das cinturas. Alexandre HerchcovitchPedro e Reinaldo Lourenço fizeram.

3. Saias mídi: calcule um bom palmo acima dos tornozelos, é este o comprimento proposto para a próxima estação. Na hora de escolher a sua, prefira os modelos mais estruturados, como visto nas passarelas da Tufi DuekPatricia Motta e Fernanda Yamamoto.

4. Calça-cenoura: com a barra bem ajustada aos tornozelos, a modelagem presente nos shows da ColcciGloria Coelho e Vitorino Campos, promete ser hit entre as moças de pernas finas.

5. Capa: para noites de festa (Acquastudio) ou para o dia a dia (Ellus e Forum), as capas são proposta charmosa para o inverno brasileiro. Combine com vestidos, saias ou calças.

6. Lamê: o brilho deste inverno fica por conta do lamê, que aparece em versão dourada (Pat Pat’s e Reinaldo Loureço) e prata (Pedro Lourenço).

7. Jeans sem lavagem: em versão máxi ou míni, o denim bruto ganhou destaque nas passarelas da ColcciEllus e Forum.

8. Moletom party: fisgada do sportswear, a peça ganha versões de couro (Triton), tressê (Patricia Motta) e pelúcia (Colcci).

9. Gráfico: o p&b ganha novo fôlego com os grafismos de Juliana JabourOsklen e Tufi Duek.

10. Bomber jacket: a jaqueta de punhos de elástico que concorre com a perfecto apareceu no desfile da Colcci, Triton e Têca.

+ 1: as franjas entraram em cena, ainda que timidamente, com o mix de referências retiradas dos anos 1920 (Têca), da África (Tufi Duek) e do rock´n´roll (Pat Pat´s).