Isabel Marant tem pegada futurista – Foto: Divulgação

Ellen Leite, da Focus Têxtil, é uma expert quando o assunto é tecido e tendências de uma estação. Para sua palestra desta quarta-feira (28.10) no Focus Fashion Summit, ela aborda três tendências que estão em alta para as criações de primavera/verão 2021. Anote:

Raw

Tendência “raw”, da esquerda para direita: Carolina Herrera, Michael Kors e Ports 1961 – Foto: Divulgação

Esta tendência segue uma simplicidade artesanal, em busca de técnicas ancestrais que servem de base para evoluir na moda com sabedoria. “É um rústico sofisticado, acompanhado de um certo luxo, como elementos metalizados”, pondera Ellen.

Na família desta trend, os tons terrosos e neutros reinam, assim como referências clássicas de inspiração gregas (plissados renovados e sandálias gladiadoras). As estampas de flores e folhagens ganham um novo aspecto a partir de agora, mais ressecadas e delicadas, em tons pálidos. Dos tecidos da estação, pode apostar em linha, alfaiataria, guipir e viscose.

Lab

Tendência “Lab”, da esquerda para direita: Givenchy, MSGM e Sportsmax – Foto: Divulgação

Esta tendência aborda questões que formam o elo entre a ciência e a natureza, a busca por uma vida mais sustentável e equilibrada, ferindo o menos possível a natureza. “É um futurismo orgânico, muito diferente do futurismo do passado, que era asséptico, quase um laboratório da Nasa. Esse novo futurismo se relaciona muito com os elementos vivos”, resume.

Entre os estilistas e marcas que seguem esta vertente estão Dries van Noten, Givenchy, Louis Vuitton e MSMG. Fique atento também à estampa de manchas que difere do atualmente popular tie-dye: elas ganham formato que lembram bactérias e experimentos de laboratórios, vistas nas passarelas de marcas como Sportsmax e Kenzo.

Nesta vertente, as apostas são em tecidos que não amassa, são resistentes à água e muitas vezes com elementos refletivos. Em alta estão poliamida, poliéster, algodão orgânico, viscose e elastano na composição, garantindo um toque de elasticidade e conforto.

Joy

Tendência “Joy”, da esquerda para a direita: Dolce & Gabbana, Balenciaga e Isabel Marant – Foto: Divulgação

Como o nome já diz, o foco desta tendência é a alegria. “É o momento de observar e abrir a nossa mente para uma abundância de novas ideias para desenvolver coleções ousadas e irreverentes, arriscando um pouco mais”, defende Ellen.

Cores vibrantes, a cultura dos emojis, do grafite, dos gamers e muito otimismo trazem para a moda um escapismo tão necessário nos tempos atuais. Entre as marcas internacionais que já seguem esta frente estão Balenciaga, Dolce & Gabbana, Versace e Chanel.

Transparências são vistas em camadas e em looks flutuantes, como na nova coleção da Valentino. Já as rendas são trabalhadas de maneira provocativa, nada românticas, enquanto os paetês são ousados, com estampas metalizadas e outros tons coloridos (Isabel Marant).