Isabeli Fontana na final do desfile da Ralph & Russo - Foto: Getty Images
Isabeli Fontana na final do desfile da Ralph & Russo – Foto: Getty Images

Por Paula Jacob

A semana de alta-costura apresentou as coleções de verão 2016 das principais marcas do segmento de high fashion. Entre referências românticas, aristocratas e extravagantes, alguns detalhes saltam aos olhos. Aqui, Bazaar separou os melhores, confira:

Melhor acessório: Valentino
Inspirada nas mulheres romanas, a coleção da Valentino trouxe elementos do inconsciente coletivo de forma nada óbvia para compor os incríveis vestidos que cruzaram a passarela. Body chain em versões douradas, com círculos concêntricos de metal, combinados com coroas de ouro sinuosas, deram ares de realeza para as modelos.

Melhor beleza: Maison Margiela
A beleza da Maison Margiela, assinada por Pat McGrath, acompanhou o desenvolvimento do desfile. Entre as perucas platinadas, pele nada e franjas 50’s, o grande destaque ficou com a singela homenagem a Ziggy Stardust, personagem andrógino de David Bowie. Perucas coloridas e desfiadas, acompanhadas de delineadores descontraídos em torno dos olhos, fizeram da passarela um verdadeiro palco em ode ao músico inglês, falecido no começo do mês.

Melhor modelo: as brasileiras
Mais gratificante do que saber que nomes brasileiros estão cada vez mais presentes nas semanas de moda européia é ver tanto as new faces quanto as tops em posições de destaque nos desfiles. Isabeli Fontana fez sua estreia na alta-costura fechando o desfile da Ralph & Russo, em um belíssimo vestido de noiva. Izabel Goulart cruzou a passarela da Alexander Vauthier e foi convidada ilustre de Jean Paul Gaultier. Já Larissa Marchiori abriu o tão comentado desfile da Stephane Rolland.

Melhor cenário: Chanel
Como de costume, a Chanel impressionou os convidados do seu desfile de verão com mais um cenário de tirar o fôlego. Uma casinha de boneca toda de madeira foi montada dentro do Grand Palais, que, ao final da apresentação, abriu todas as janelas revelando os looks desfilados. Sempre deslumbrante na medida.

Melhor convidada: Cara Delevingne e seu cão
Queridinha de Karl Lagerfeld, Cara anunciou o fim da carreira de modelo no ano passado, porém não deixou de ser o ícone fashion mais inspirador do street style. Na disputada primeira fila do desfile da Chanel, a britânica chamou atenção não só pelo look incrível e beleza idem, mas pela companhia que resolveu levar: seu cachorrinho de estimação. Está cada dia mais comprovado, personalidade não lhe falta!

Mais comentado: Dior
O desfile da Dior é sempre um dos mais aguardados, tanto nas linhas de prêt-à-porter quanto na alta-costura. Nesta temporada, as expectativas eram ainda maiores, já que a casa estava sem Raf Simons, cabendo ao atelier finalizar a coleção iniciada por ele. Ao final, Serge Ruffieux e Lucie Meier, antigos nomes dentro da maison, entraram para agradecer os aplausos. O desfile mesclou elementos históricos da marca com silhuetas atuais e repaginadas, sem perder o glamour pelo qual é conhecida. Os designers trouxeram decotes ombro a ombro, outros profundos, transparências e comprimento midi para casacos, vestidos, camisas, calças e ternos. O quê vintage fica por conta das estampas e do mix sábio feito entre elas. A beleza, assinada por Peter Philips, ornou perfeitamente com cada look, alternando de pele fresh à batom vermelho. Para completar a atmosfera, Alex de Betak montou um cenário feito de espelhos, que dava profundidade geométrica para a coleção e ambiente.