Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

Por Luigi Torre

Eduardo Pombal estava assistindo a um filme infantil quando decidiu o tema de seu inverno 2015: Vikings. Mas de lúdica, sua coleção não tem nada. A imagem é pesada, sombria e forte. Sexy por oras e constantemente rica, ainda que de maneira nada óbvia. A inspiração dá conta de explicar a origem das formas tipo armadura, a cartela de cores escuros, os arremates em couro, os plissados (desejos absolutos desde já), as amarrações em macramê, os paetês em diferentes formas, cores e tamanhos, bem como as bota até as coxas. Mas esconde um dos maiores destaques desta estação: o incrível trabalho com materiais e tecnologia têxtil.

O ponto de partida pode ser o passado remoto, mas o resultado mantém raízes fortes no presente e olhar no futuro. Melhor exemplo se encontra no peso dos tecidos. Apesar da aparência rígida e pesada, eram todos da mais pura e necessária leveza – qualidade essencial da moda de agora. As aparências também enganam, como as leggings de couro sintético, supermacio e confortável, o jacquard resinado com efeito texturizado e emborrachado, a malha de paetê ou o bouclé tecido com tiras de plástico metalizado. Assim, a Tufi Duek aborda um dos temas mais atuais do momento: a recuperação do passado, através da tecnologia, agregando valor ao produto e oferecendo a suas consumidoras, opções realmente únicas. Afinal, em tempos de mercado saturado, vale mais uma voz própria do que muitas sobre o mesmo assunto.

Clique em nossa galeria para ver looks selecionados da passarela da marca, em desfile realizado nesta segunda-feira (03.11), no SPFW: