Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Por Maria Prata, de Paris

Valentino Garavani, sentado na primeira fila do desfile da marca que ainda leva seu nome, chorou. Tinha razão pra isso. Maria Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli têm feito, à frente da grife, um dos trabalhos mais especiais entre as grandes maisons europeias.

Desta vez, a dupla leva seu expertise em criar peças luxuosas e altamente sofisticadas, carregadas de desejo de moda, para a o fim dos anos 60, início dos 70. Estampas, bordados e patchworks gráficos dão cara à coleção, que passeia entre vestidos tubinhos rígidos e longos esvoaçantes bordados dignos de red carpet – e estamos falando de prêt-à-porter!

A beleza, com rabo de cavalo longo preso em todo o comprimento, sugeria uma Veruschka atualizada para já com as botas altas (a de couro vermelho é tem-que-ter) ou baixas (com o mesmo grafismo dos vestidos).

Procure ver as fotos de perto, pertíssimo: os bordados (especialmente os da ultima leva de vestidos de tule) valem a pena por cada detalhe. De chorar, como fez Valentino. Bravo! Clique na nossa galeria para ver looks selecionados da passarela de inverno 2015 da grife, em desfile realizado nesta terça-feira (04.03), na semana de moda de Paris: