Da esq. para a dir., Thatiana Moretti (Joy Models) veste blusa de crochê de seda (Duda Portella), pareô de crochê de seda criado (Giovanna Meneghel) e tênis Camper. Marcele Heling (Joy Models) usa vestido rendado de seda (Duda Portella) e tênis Calvin Klein Jeans. Laura Uiara (Joy Models) veste camiseta e saia de seda com franjas (Ucha Meirelles) e sandálias Bottega Veneta - foto: Raphael Briest
Da esq. para a dir., Thatiana Moretti (Joy Models) veste blusa de crochê de seda (Duda Portella), pareô de crochê de seda criado (Giovanna Meneghel) e tênis Camper. Marcele Heling (Joy Models) usa vestido rendado de seda (Duda Portella) e tênis Calvin Klein Jeans. Laura Uiara (Joy Models) veste camiseta e saia de seda com franjas (Ucha Meirelles) e sandálias Bottega Veneta – foto: Raphael Briest

por Stephanie Noelle | fotos Raphael Briest

Falar que Vanessa Montoro faz uma moda romântica é praticamente um pleonasmo. Justamente por isso, a designer, dona de um estilo bem sedimentado entre suas clientes e com trabalho impecável com o crochê, quis mostrar que seu objeto de trabalho é muito mais do que supõe essa vã filosofia. “Você dá a cara que quiser a ele”, explica. E, como prova, convidou a consultora de estilo Ucha Meirelles, a stylist Giovanna Meneghel e a designer de produto Duda Portella para assinarem três coleções-cápsula.

“É a nossa visão sobre o universo da Vanessa”, explica Ucha, que aproveitou a recente introdução da seda no repertório da estilista para pensar suas peças. “Pesquisei o acervo da marca para propor algo diferente e notei que a maioria das coleções era composta por vestidos – logo, optei por criar alguns separates, com foco na alfaiataria e deixando o crochê como coadjuvante”, diz. “A Ucha quis misturar materiais e cores, e ficou incrível”, comenta Vanessa, sobre as peças criadas pela consultora: uma saia com franja de crochê, uma técnica especial que garante mais peso à silhueta, deixando-a mais alongada, e uma camiseta.

 

A estilista - foto: Raphael Briest
A estilista – foto: Raphael Briest

Com veia mais sexy, mas não menos elegante, a mineira Duda Portella, cliente de Vanessa há anos, assina três peças que resolvem seu look da manhã até a noite. “Gosto de estar arrumada em qualquer momento do dia, para qualquer ocasião”, diz. Surgiram, então, uma camiseta inteira de crochê, um bustiê e um vestido, que pode ser usado tanto com forro ou com hotpants, jeito preferido de Duda. “Ela pegou um ponto mais delicado, que virou uma renda transparente”, explica Vanessa.

Fechando a tríade está Giovanna Meneghel, que criou duas peças bem diferentes de tudo o que Vanessa já produziu. “Quis tirar o crochê da zona de conforto, usar formas simples e deixá-lo minimalista”, pontua. As peças, um pulôver oversized e um pareô de crochê, não têm, segundo palavras de Vanessa, “nem um pontinho que remeta ao romântico, é tudo bem trendy, como a Giovanna.”

“Foi legal desassociar o material do universo romântico, e eu sinto a necessidade de diversificar, não só no styling, mas também nas peças”, diz, revelando que já está pensando em repetir a dose em breve.