Fotos: Marcio Madeira

Assim como na última temporada de inverno, Riccardo Tisci busca nos elementos da igreja sua inspiração criativa para a coleção de verão 2013 da Givenchy. Mas, ao contrário das peças decoradas e dramáticas da coleção anterior, essa vem leve e clean, composta por looks de traços limpos e minimalistas.

Sensualidade, pureza e força foram as palavras que o próprio designer usou para descrever a coleção, que mescla elementos retrô dos anos 1960 – como os babados, aplicados delicadamente em vestidos e túnicas -, com o estilo recatado das freiras, sinalizado nos rebites dourados que seguram cinturas e ombros, assim como nas golas fechadas e nos shapes comportados, como os vestidos e tops de mangas compridas.

Tisci é mais um designer a mergulhar fundo em exercícios sobre a alfaiataria masculina, universo adotado por grande número de grifes na moda atual. E ele o faz impecavelmente. Às (muitas) calças – de corte reto e gancho confortável, algumas usadas sob saias pelos joelhos – se juntam blazers de abotoamento cruzado e mangas curtas, arredondadas feito asas de borboleta.

O estilista consegue criar, porém, um equilíbrio perfeito a partir de uma referência tão monástica, mostrando pele na mesma proporção em que esconde – é lindo o efeito produzido pela sobreposição de camadas transparentes de organza – e alternando fluidez e estrutura num mix luxuoso de materiais. A cartela de cores, como é do gosto da casa, permanece enxuta, sóbria, mas se permite introduzir pitadas de branco e blush ao repertório negro de Tisci. Ainda assim, frescor garantido.