Chantal usa óculos Miu Miu, acervo pessoal; jaqueta, R$990, Daslu; blusa vintage da Jordan (acervo da stylist) - Foto: Andé Brandão/ Harper's Bazaar
Chantal usa óculos Miu Miu, acervo pessoal; jaqueta, R$990, Daslu; blusa vintage da Jordan (acervo da stylist) – Foto: Andé Brandão/ Harper’s Bazaar

Por Maria Clara Drummond

Na hora de se vestir, a primeira coisa que a produtora cultural Chantal Goldfinger leva em conta é seu cabelo, louro e cacheado, similar à juba de um leão. Foi a partir dessa imagem que ela começou a se interessar por animal prints. “Nas roupas, prefiro a oncinha, por achar que combina com o meu cabelo.”

A predileção por pelagens felinas não foi por falta de experimentar outros tipos de padronagem. Já que tem horror a florais e listras, Chantal fez uma tentativa comprando uma camiseta cheia de caveiras. Não deu certo, e a equação voltou a ser 80% oncinha, 10% tigre e 10% lenço; ou, então, peças de roupa inteiramente lisas.

À esquerda Daslu, R$890 e à direita Mixed R$598 - Foto: Reprodução/ Harper's Bazaar
À esquerda. vestido da Daslu, R$890; à direita, modelo da Mixed R$598 – Foto: Reprodução/ Harper’s Bazaar

Ainda assim, a monotonia passa longe: mesmo que as estampas fiquem limitadas aos acessórios, elas não deixam de ser protagonistas da produção. O maior exemplo disso é sua coleção de óculos de grau. São 48 exemplares, todos muito chamativos e a maioria, estampada. São eles os primeiros a serem eleitos quando Chantal começa a compor seu look.

As demais peças são decorrentes dessa primeira escolha. Como suas blusas, calças e vestidos tendem a ser neutros, sempre há mais espaço para acrescentar uma bolsa ou sapato cheio de cor e desenhos.

Assine a Harper’s Bazaar