Voir chega ao mercado com a coleção “Dancefloor”

A paulistana Isabella Roccia lança marca inspirada no glamour da década de 1970

by redação bazaar
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Inspirada pela excelência das maisons francesas e, principalmente, pelo glamour, brilho e liberdade de expressão dos anos 1970, a diretora criativa Isabella Roccia lança a label Voir, que começa com venda online. “Quero ser uma marca para todo o Brasil”, afirma ela, que mora em Goiânia e tem ateliê em São Paulo.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

 

A primeira coleção, batizada de “Dancefloor”, que já conquistou mulheres de todas as idades, inclusive adolescentes, foi apresentada em um desfile que agitou a capital de Goiás no final de novembro de 2019.

Isabella é formada em engenharia e atuou no mercado financeiro, mas decidiu resgatar sua paixão por moda há um ano, quando mudou-se, definitivamente, para Goiânia. Antes disso, vivia entre as cidades de São Paulo e Windermere, na Flórida. “Após o nascimento da minha filha, escolhi diminuir o ritmo de trabalho no mercado financeiro para acompanhar seu crescimento, e também meu marido nas viagens de trabalho. Passei os últimos oito anos me dividindo entre as duas cidades, o que não me possibilitou realizar o sonho de ter a minha marca própria”, conta ela.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Seu interesse por moda começou ainda na infância. “Tenho memória de quando tinha uns 11, 12 anos e, na cama, antes de dormir, passava horas imaginando que roupas funcionariam para eu usar em uma determinada ocasião. Também dava palpite nas roupas da família inteira”, relembra Isabella. “As pessoas se expressam por meio do que vestem e sempre tive isso muito presente em minha vida”, completa ela, que admira o trabalho dos designers Elie Saab e Olivier Rousteing, diretor criativo da Balmain.

Para a coleção de estreia da Voir, que significa ver em francês, a diretora criativa apostou em vestidos de tule bordados à mão com fios de seda e flores, peças com rendas chantilly e guipir, poncho de seda com estampa psicodélica, jeans com aplicações de metal e coletes de couro. Segundo ela, as peças com elementos únicos e atemporais resgatam o brilho da décennie d’or para os dias atuais.