Nizan Guanaes começou sua palestra no IHT nesta quinta-feira (10.11) super bem humorado, falando mal das apresentações em Power Point. “Não tem power nem point” desabafou, com direito a aplausos da plateia.

O foco principal de sua apresentação hoje foi a evolução do mercado de luxo no Brasil. Primeiro citou a França, Inglaterra, Espanha e Suissa como grandes produtores de marcas de luxo, apesar de estarem vivendo momentos difíceis com a crise mundial.

“As coisas estão mudando para os países emergentes” disse o empresário, sócio do grupo ABC que detém uma série de agências de propaganda no Brasil. “Os mercados emergentes são as novas areas de crescimento atualmente”. Nizan aproveitou para citar algumas estatísticas que mostram como o Brasil cresceu economicamente nos últimos tempos, como nossa frota enorme de helicópteros e as 40 milhões de pessoas que acabam de adentrar a classe média nacional.

Segundo Nizan; “Seres humanos não são feitos do básico. O sonho está no luxo e os brasileiros querem sonhar”. E ainda completou: “Para entender o Brasil, é preciso saber que a gente gosta de muito. We love Muito.”

O empresário também aproveitou para fazer uma comparação com o quadro economico nos anos 80 e como não havia estrutura na época para crescer, muito menos prever o futuro. “Hoje o Brasil tem a condição econômica aliada a criatividade para crescer e criar marcas de luxo”. Então citou a Havaianas e o Iguatemi como grandes marcas de luxo brasileiras.

Com uma apresentação super otimista, Nizan finalizou; “Nós somos os novos jogadores. Apostem na gente e sonhem com a gente”. É isso aí!