Yolanda Zobel - Foto: Getty Images
Yolanda Zobel – Foto: Getty Images

A Courrèges anuncia nesta sexta-feira (03.01) que Yolanda Zobel está deixando o cargo de diretora criativa da marca, que ocupava desde fevereiro de 2018. A decisão foi mútua, afirma o comunicado, e Yolanda quer se concentrar em “outros projetos criativos”. A última coleção de dela para a casa, a de inverno 2020, será apresentada no final de janeiro de 2020.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Relativamente desconhecida antes de ingressar na Courrèges, a estilista – que cresceu na Alemanha -, desenvolve há duas décadas coleções de moda para várias marcas, incluindo Jil Sander, Acne Studios e Chloé.

Ao entrar no comando da Courrèges, a designer teve como objetivo elevar as credenciais de sustentabilidade da marca, prometendo encerrar a produção de roupas com vinil texturizado. O material se tornou sinônimo da grife com pegada futurista, fundada por André e Coqueline Courrèges em 1961.

Em vez disso, a diretora criativa decidiu trabalhar com tecidos mais naturais, como algodão puro ou, para o verão 2020, um vinil feito de algas. Sua primeira coleção para Courrèges, intitulada “O Futuro Está Atrás de Você”, foi apresentada em setembro de 2018.

Christina Ahlers, diretora executiva da Courrèges, nomeará o sucessor de Zobel nos próximos meses, disse o comunicado. De acordo com fontes do WWD, a marca está de olho no estilista parisiense Nicolas Di Felice, colaborador de longa data de Nicolas Ghesquière, atual diretor de criação de roupas femininas da Louis Vuitton

Leia mais:
Recortes: verão 2020 está carregado de sensualidade
Minissaia retorna como o comprimento definitivo no verão
Amarelo é tendência de maquiagem para o verão