À esquerda, o meia-pata da YSL que gerou a polêmica; à direita, modelo peep-toe de Louboutin - Fotos: Divulgação

A Yves Saint Laurent anuncia nesta terça-feira (16.10) que optou por encerrar a batalha judicial que trava com Christian Louboutin desde 2011. O caso envolve a famosa sola vermelha do designer de sapatos. A briga começou quando a YSL passou a fabricar um modelo meia-pata vermelho, que tem o solado da mesma cor.

Em um primeiro julgamento, a decisão foi favorável a Saint Laurent. Louboutin, porém, recorreu na Justiça de Nova York e, em setembro de 2012, ganhou a exclusividade do solado vermelho – exceto nos casos de calçados monocromáticos no tom. A YSL, ao menos por agora, desiste de fabricar qualquer modelo com esta característica.

Em comunicado, o advogado da YSL, David Bernstein, afirma que a decisão de encerrar o caso é definitiva. “Vamos acabar com o litígio e focar nossa energia no negócio e no design criativo. Encerrando o processo, a Yves Saint Laurent espera que a Justiça não tome mais decisões que possam podar o trabalho dos nossos estilistas”, resume.

Veja mais:
Christian Louboutin ganha ação na Justiça de NY envolvendo solados vermelhos