Gabriela Hearst leva arte e sustentabilidade para a passarela
Foto: Reprodução/WWD

Sustentabilidade e inspirações culturais são os principais pilares do trabalho de Gabriela Hearst – tanto que carregou as duas vertentes quando assumiu a direção criativa da Chloé. No verão 2022 da sua marca homônima não foi diferente. A coleção foi inspirada por Hester Diamond, uma colecionadora de arte e designer de interiores nova-iorquina, e sua paixão pela arte – demonstrando o interesse de Gabriela em homenagear grandes mulheres.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Além disso, a designer colaborou com tecelãs Navajo, povo indígena da América do Norte, para criar as peças apresentadas. Gabriela aprendeu com as artistas a forma como sua cultura trata o tear – fiando sua própria lá e a tingindo, mas não trocando a cor do tecidos depois de prontos, por serem sagrados.

A arte também aparece de forma familiar, com Gabriela acrescentando à coleção desenhos e pinturas criados por uma amiga próxima durante a quarentena. Em parceria com Manos Del Uruguay, um grupo de artesãs do país de origem da designer, a marca transformou os padrões em estampas e crochê.

Quando o assunto é sustentabilidade, Gabriela reforçou sua missão com o assunto. Entre as ações desenvolvidas para a marca, merece destaque o fato de que quase 40% da coleção foi criada com descarte têxtil, as emissões de CO2 da apresentação foram neutralizadas, o uso de tingimento natural e de borracha natural na confecção dos calçados.

Veja dez looks que amamos da Gabriela Hearst: