Por Érika Masckiewic (@mae_corujadedois)

Cada vez mais presente na vida dos pequenos, os livros ajudam no desenvolvimento, criatividade, escrita, fluência na leitura, interpretação de texto e também a explorar os sentimentos. Mas, como falar sobre temas mais sérios, como amor, adoção, medo e raiva?

Em “Amor de Mãe” (Bamboo Editorial), a escritora Lô Carvalho fala sobre a adoção em uma família homoafetiva. O livro recorre a uma narrativa leve e amorosa para contar a história de um menino que aprende, desde cedo, que uma família pode ser construída de diversas maneiras.

Já a história de “O Diário de Bia” (editora Equador) é contada pela cachorrinha Bia, que detalha sobre todas as etapas da vida desde o seu nascimento. Fala das amizades, de quando ela teve filhotes, das aventuras, dos momentos bons e ruins. A Bia existiu de verdade e foi a grande companheira por 16 anos da jornalista e escritora Patrícia Favalle.

Medo e raiva também são sentimentos presentes no íntimo infantil. Para discorrer sobre eles, a editora Boa Nova traz dois lançamentos – em “A Bolha de Maju”, a autora e psicóloga Karina Picon fala sobre as armadilhas de um falso conforto no qual os pequenos acreditam se esconder. A intenção da obra é incentivar as crianças a reconhecerem e a enfrentarem seus medos com coragem, fortalecendo a segurança e a autoestima. Já em “Fervi por Dentro”, o autor Cleber Galhardi mostra aos leitores que é natural sentir raiva, porém há uma necessidade de controlá-la. “Geralmente as crianças não têm consciência quanto a proporção da raiva que estão sentindo, ou mesmo como lidar com ela. Esse fator pode trazer problemas para a vida emocional, escolar e pessoal. É importante que elas entendam como devem agir diante dessa sensação”, ressalta.