Fotos: Getty Images
Fotos: Getty Images

Por Paula Jacob

A dualidade intrigante, vista no premiado Cisne Negro (2011), de Darren Aronofsky, invadiu a passarela da Marchesa, que apresentou seu verão 2016 em Nova York. O preto&branco, envolto de renda, cetim e transparências, mostrou-se maduro e inocente, sexy e comportado, em um jogo de personalidades muito bem construído.

A beleza não deixou a desejar. Jamais. A boca pink traduz toda essa atmosfera, que vai da menina fashionista até a mulher madura. Tonalidade envolvente essa, que hipnotiza qualquer um na platéia. A pele, muito bem hidratada, tem acabamento em base, corretivo e pó nas regiões estratégicas. O blush pêssego, quase transparente, marca a região das maçãs.

Os fios molhados com raiz partida ao meio, finalizada em coque baixo desconstruído, completam essa postura ditada pela Marchesa para a temporada. Ainda, algumas modelos cruzaram a passarela com os acessórios mais variados possíveis. Ora brincos de pedras negras, ora sem nada, ora com tiaras de flores. Uma mulher versátil que se permite viver os dois lados da personalidade. Bazaar amou!

Fotos: Getty Images
Fotos: Getty Images