Foto:Organic Hair Care
Foto:Organic Hair Care

Que as brasileiras são vaidosas, isso todo mundo sabe. Segundo uma pesquisa inédita feita pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), nove, em cada dez mulheres dizem que se sentem mais confiantes se os cabelos estão em ordem. Das mulheres entrevistadas, 74% disseram que um cabelo bonito e bem tratado contribui para a autoestima e 37% disseram que, quando o cabelo não está bom elas não têm sequer vontade de sair de casa. Mas, apesar do desejo de manter os fios sempre belos, a queda de cabelos, a coceira, a descamação, a sensibilidade no couro cabeludo, entre outros sintomas são queixas frequentes no consultório de dermatologia.

Os sintomas da coceira e descamação podem representar uma infecção fúngica chamada dermatite seborréica ou “caspa” e tendem a piorar com o estresse. Já a dor ou sensibilidade no couro cabeludo pode estar associada à queda acentuada dos fios, sugerindo uma causa inflamatória. A queda de cabelo está associada a vários fatores como: origem genética, alteração hormonal ou deficiência nutricional. Nestes casos certamente é necessária uma investigação clínica e laboratorial para chegar à causa correta.

Foto: Harper's Bazaar
Foto: Harper’s Bazaar

Alterações sistêmicas como hipotireoidismo, anemia crônica, deficiência de ferro (entre outros nutrientes), diabetes, ovários policísticos podem resultar em queda crônica dos fios, levando a importante redução do volume dos cabelos e sintomas depressivos.

A queda de cabelos, principalmente em mulheres, causa uma grande distorção da imagem corporal, perda de auto-confiança, sentimentos de inferioridade e, inclusive, depressão. O diagnóstico precoce, assim como o início do tratamento correto, são essenciais para uma boa resposta. Portanto, no primeiro sinal de queda dos cabelos ou alterações no couro cabeludo, é importante procurar um médico de sua confiança”, explica a Dra. Cristiane Braga Kanashiro, médica especialista em dermatologia, medicina estética e tricologia.

“Os banhos quentes pioram este ressecamento e, numa tentativa de compensar esta falta de hidratação, há uma superprodução de sebo pelas glândulas do couro cabeludo, provocando aumento de oleosidade, descamação e, às vezes, queda dos fios”, explica a tricologista.

Abaixo, a especialista dá algumas dicas especiais de cuidados para os fios:

Evite lavar os cabelos com água muito quente;

Lave os cabelos em dias alternados, com um xampu neutro – nos fios muito ressecados, pode-se usar um xampu hidratante a cada dez dias;

Use um condicionador ou leave-in com filtro solar após as lavagens;

Faça uma hidratação leve somente nos fios, uma vez a cada dez dias;

Se apresentar coceira, vermelhidão ou descamação, procure um dermatologista, pois certamente uma loção capilar será importante;

Aumente o consumo de líquidos, frutas, legumes e verduras, pois, isto garante uma melhor hidratação e nutrição dos fios.