Foto: Harper's Bazaar Uk
Foto: Harper’s Bazaar Uk

O óleo de coco se tornou o grande queridinho das celebs quando o assunto é beleza. Extraído do coco, seu óleo ganhou fama por ter fatores benéficos para a saúde não só do organismo, mas da pele, cabelo e também por se tornar um grande aliado na rotina de quem deseja perder peso.

Foto: Harper's Bazaar USA
Foto: Harper’s Bazaar USA

 dois tipos de óleo de coco: o refinado e o extravirgem. O primeiro é elaborado a partir do coco seco, já o segundo é feito com coco fresco. Rico em diferentes tipos de gorduras saturadas, o alimento também vem sendo bastante questionado por sua eficácia.

Por isso, convidamos o endocrinologista Jorge Jamili para desvendar os mitos e verdades sobre a iguaria. Confira!

Óleo de coco emagrece

Mito: O óleo de coco ajuda a acelerar o metabolismo por conter ácido láurico, que faz as células trabalharem de forma acelerada, evitando o acúmulo de gordura localizada, favorecendo a perda de peso. Porém, ele não age sozinho, é preciso que tenha uma mudança na alimentação e que seja aliada à exercícios físicos.

 

Óleo de coco ajuda na saciedade

Verdade: Consumir óleo de coco logo pela manhã pode aumentar a sensação de saciedade, que é a melhor amiga de quem quer perder peso. Se aliado ao consumo de peixes, oleaginosas, grãos e azeite, tem seu efeito potencializado e atua com grande eficácia no organismo.

 

É aliado da beleza

Verdade:  Pode ser usado na pele, melhorando sua elasticidade, além disso, seus antioxidantes ajudam no combate de radicais livres e nos cabelos, aumentando a hidratação, brilho e maciez.

 

Ajuda a aliviar a prisão de ventre

Verdade: Alimentos que possuem gorduras boas auxiliam na digestão porque se misturam com o bolo alimentar e as fezes, e assim facilita a passagem pelo sistema digestivo, aliviando o sistema de prisão de ventre.

 

Faz mal para a digestão

Mito: O óleo de coco tem ação de ajudar nas complicações no trato digestivo para quem sofre de ingestão e prisão de ventre, se adicionado na dieta. Ele atua na eliminação das bactérias prejudiciais ao sistema digestivo e ainda auxilia na absorção de nutrientes.