Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Pare, preste atenção ao seu redor e observe quantas pessoas estão olhando para seus smartphones, com a cabeça inclinada em um ângulo de 45 graus. Todos podem ser vítimas de uma síndrome, batizada de tech neck, marcada por essa brilhante, mas perigosa tecnologia.

Mas o que é tech neck? “Flacidez da pele do pescoço – ou tech neck – é, na verdade, um fenômeno real que pode ocorrer por causa do hábito de dobrar persistentemente sua cabeça para olhar seu celular ou tablet”, explica Dendy E. Engelman, diretora de cirurgia dermatológica no hospital Metropolitan, em nova York. “A pele fina do pescoço é muito propensa a rugas porque a derme – a camada que contém colágeno – é fina. Por causa da constituição da pele nesta área, é comum que ela aparente mais a idade do que no rosto.”

Infelizmente, além da cirurgia a laser ou cremes manipulados, a única maneira de não ter a tech neck é se prevenindo. “Uma maneira de impedí-lo é colocar seu laptop ou celular de uma forma que deixe seu pescoço em uma posição neutra”, diz a Dra. Engelman. “Tente trazer seu smartphone em direção ao seu rosto ao invés de colocá-lo para baixo e ficar movimentando seu pescoço. Isso pode ser um ótimo exercício para prevenir as rugas nesta área, porque muitas vezes esse ato estica a pele um pouco mais. Então, o foco deve ser em limitar a gama de movimento.”

Se você está realmente preocupado, Dra. Engelman sugere que você procure um tratamento que ajuda a elasticidade do pescoço, melhorando as rugas, ou então converse como o seu dermatologista sobre a tentativa de cirurgia a laser para fazer a pele parecer mais jovem e ter mais força.