Gabbana e Dolce em Milão, fotografados por Berndnaut Smild - Foto:Berndnaut Smild/ reprodução
Gabbana e Dolce em Milão, fotografados por Berndnaut Smild – Foto:Berndnaut Smild/ reprodução

Em depoimento a Christine Whitney

7:00
Stefano Gabbana: A primeira coisa que faço depois de acordar é beber uma xícara de chá, outra de café, tomar minhas vitaminas e dar uma olhada nos cachorros. Tenho três: Rosa, Totò e Mimmo, todos labradores. Domenico Dolce: Também acordo por volta das sete – sou um ser metódico. Não uso pijama, mas ponho um roupão antes de me vestir.

7:30
Gabbana: Leio rapidamente o jornal Corriere della Sera, porque logo depois tenho academia. Malho uns 45 minutos; em geral, corro ou faço exercícios como CrossFit. Três vezes por semana faço massagem depois da ginástica. Volto para casa e tomo um banho de chuveiro, nunca de banheira. Meu xampu e sabonete são de manipulação, assim como a loção para o rosto, porque minha pele é sensível. Visto mais ou menos a mesma coisa todos os dias. Camisas, camisetas ou suéteres de cashmere. Devo ter uns 25 suéteres. Minhas calças costumam ser de prega simples ou dupla, ou jeans e, às vezes, uso colete. Sempre uso um relógio de ouro Dolce & Gabbana. Domenico usa mais camisetas, suéteres e tênis. Eu não uso tênis. Ele também é louco por blazers. Depois de me vestir, tomo café ao lado dos cachorros. Costumo comer ovos mexidos com presunto ou frutas. Dolce: Tenho 57 blazers e 30 pares de tênis, todos da Dolce. Depois de um tempo, eles vão para o meu arquivo pessoal e compro novos. Antigamente, o Stefano comprava de outras marcas, mas, agora, não compra mais. Minha rotina matinal é bem simples: tomo café em casa enquanto leio o jornal, tomo banho, me visto, passo um pouco de água de colônia e estou pronto para trabalhar.

9:30
Gabbana: Levo uma pasta de couro para o escritório; parece um envelope. Sempre ando com dois iPhones e alguns remédios – principalmente para dor de cabeça –, além de vitaminas. Domenico não leva nada. Ele detesta pastas masculinas. Coloca tudo no bolso do paletó. O escritório é perto de casa e, no inverno, vou caminhando. Se estiver chovendo, vou de carro, um Audi 7. No verão, às vezes, vou de lambreta. Domenico faz tudo a pé.

9:45
Gabbana: Dou um biscoitinho para cada um dos meus cachorros. O mordomo leva-os até o parque e, depois, para o escritório. Por isso, eles estão à minha espera quando chego. O pessoal do ateliê os adora. São brincalhões, correm para cima e para baixo, de um lado para o outro. O mais novo, Mimmo, ainda é filhote, tem 7 meses. Ele tem a própria conta no Instagram. De vez em quando, a gente ouve música italiana enquanto trabalha nos croquis – música pop ou ópera. Nem sempre entramos num acordo. Às vezes, Domenico chega antes e bota rock logo cedo. Aí eu digo: “Hoje não é dia. Dá para desligar?” Dolce: Adoro música pop. Gosto de estar a par dos novos sucessos, acho importante para o nosso trabalho. Madonna, é claro, é uma das minhas preferidas. Também adoro Kylie, Beyoncé, Bruno Mars e Justin Bieber. E também escuto pop italiano, como Tiziano Ferro.

13:00
Gabbana: Paramos para almoçar entre uma e duas horas. Às vezes, saímos com amigos, noutras ficamos no escritório e almoçamos na copa. Em geral, o almoço é leve, tipo peixe ou carne com legumes. Depois, tomamos chá ou café. Bebo três ou quatro espressos por dia, dois chás de gengibre e fumo – embora tente fumar o mínimo possível. Domenico toma mais café do que eu, dez ou doze por dia. Os italianos adoram café.

Dolce & Gabbana, verão 2014 - Fotos: Agencia fotosite
Dolce & Gabbana, verão 2014 – Fotos: Agencia fotosite

14:00
Dolce e Gabbana: Em alguns dias não temos reuniões, porque estamos trabalhando nos croquis com nossos assistentes. Noutros, temos seis ou sete.

18:00
Dolce e Gabbana: Tentamos não ficar no escritório depois das sete, exceto durante a semana de moda. Gabbana: Vou para casa, tomo um banho e jogo Banco Imobiliário no iPad, ou assisto a um filme. Meu preferido é Moulin Rouge.

21:30
Dolce: Temos sorte. A Itália foi abençoada com uma das melhores cozinhas do mundo. Quando tenho tempo, gosto de cozinhar. Gabbana: Ele faz macarrão, carne, peixe, batatas e um prato muito especial, típico da Sicília. Domenico cozinha muito bem. Uma vez por semana janto com a família. Em geral, na segunda-feira, e passo a noite com meus pais. Domenico costuma almoçar com sua enorme família aos domingos. Umas três vezes por semana saio com amigos para tomar um drinque e jantar. Gosto de ir ao nosso restaurante, o Gold, ao Bianco Latte ou ao Giacomo Bistrot, em Milão. Gosto muito de ficar na rua, principalmente no verão. Sexta e sábado à noite gosto de ir a boates. Não costumamos sair juntos; fazemos isso durante as férias. Descansamos no nosso barco, nadamos muito – adoramos o mar. Continuamos malhando, já que temos uma pequena academia a bordo. Dolce: Quando posso, faço compras. Gosto de lojas de móveis modernos. Gabbana: Domenico vive mudando a casa dele. Troca o sofá, a poltrona, as louças. De vez em quando, vou à casa dele e mal a reconheço. Não entendo. Ele é louco por aquela casa. Dolce: Tudo o que faço na minha casa é uma espécie de evolução. Gabbana: Coleciono pratos e anjos. Tenho 27 anjos espalhados pela casa e três estantes cheias de pratos. Dolce: Amo arte, principalmente pinturas. Amo Fornasetti e Keith Haring. Também coleciono móveis – meus preferidos são de Giò Ponti. Tenho um gato, o Tommy, e uma cadela, Edera. Eles gostam de comer nozes. Gabbana: Adoro o Weather Channel, meu humor varia muito dependendo do tempo.

23:00
Gabbana: Tomo melatonina uma hora antes de dormir e lavo o rosto. Uso um hidratante noturno. Acho que o Domenico também toma melatonina, mas ele não cuida muito do rosto. É preguiçoso. Ele dorme vendo televisão.

Assine a Harper’s Bazaar