Foto: Henrique Padilha

Por Amanda Zacarkim

O estilista que tem se consagrado à frente da Tufi Duek recebeu a Harper’s Bazaar no backstage de seu desfile para um bate papo express e ainda explicar – com exclusividade – um pouco mais de seu processo criativo.

Olha só:

O momento mais marcante de sua carreira foi: a primeira vez que subi numa passarela depois de responder por completo por uma coleção, há três anos e meio.

Um mantra de estilo: preguiçoso trabalha dobrado. Quem quer fazer algo de qualquer jeito acaba tendo que fazer uma, duas, três vezes…

Um ícone de moda: Costanza Pascolato é uma referência para mim. Eu sempre falava “o dia em que ela me chamar pelo nome e souber quem eu sou vou ficar muito orgulhoso”. E esse dia já aconteceu, foi na coleção passada. Ela chegou no backstage ao fim do desfile e me elogiou pelo trabalho.

Uma dica de beleza prática e rápida: cuidar da pele, em primeiro lugar. Passar protetor solar no dia a dia, não esquecer do básico.

Uma coisa que as pessoas ainda não sabem a seu respeito: não sei de onde saem as minhas coleções, qual o ponto de partida. Às vezes vou para uma viagem de pesquisa, começo a olhar para todos os lados e de um objeto vem a inspiração para a coleçao inteira. Antes eu ficava sempre muito tenso com uma coleção nova prestes a ser apresentada. Hoje, não sei o porquê, estou mais tranquilo.