A sala da cobertura que foi de Alexander McQueen - Foto: Divulgação
A sala da cobertura que foi de Alexander McQueen – Foto: Divulgação

A cobertura que pertenceu ao estilista Alexander McQueen, em Londres, está à venda – mas não acha comprador de jeito nenhum. O apartamento de 520 m² foi onde o britânico tragicamente se matou, em 2010, se enforcando um dia antes do funeral de sua mãe, no dia 11 de fevereiro. Ele está localizado no elegante bairro de Mayfair. Quando comprou a cobertura, o preço do mercado era de R$ 12,5 milhões.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Apartamento tem cozinha americana - Foto: Divulgação
Apartamento tem cozinha americana – Foto: Divulgação

Em 2013 a cobertura foi comprada por um investidor que não teve sua identidade revelada. Ele a transformou em um verdadeiro museu em homenagem a McQueen, com muitos quadros do próprio designer e suas musas, como Annabelle Neilson e Isabella Blow.

Leia também:
Mês do orgulho LGBTIQ+: 10 vezes que o arco-íris invadiu a passarela
Assista ao trailer do filme sobre Alexander McQueen

Muitos quadros com a obra do estilista decoram a casa - Foto: Divulgação
Muitos quadros com a obra do estilista decoram a casa – Foto: Divulgação

Mas desde 2016 o apartamento está à venda novamente – só que não encontra compradores. O preço do duplex foi fechado em R$ 42 milhões, e acaba de ter o preço reduzido para R$ 37 milhões. Será que temem que ele seja mal-assombrado?

O quarto que foi de Alexander McQueen - Foto: Divulgação
O quarto que foi de Alexander McQueen – Foto: Divulgação

A cobertura de McQueen não é a única que “empacou” no mercado imobiliário. A luxuosa mansão conhecida com o “Casa Casuarina” em South Beach, em Miami, nos EUA, onde morou e foi assassinado o estilista italiano Gianni Versace em 1997, só conseguiu ser vendida em um leilão realizado em 2013 – até então, a casa estava fechada.

A área ao ar livre da luxuosa cobertura, no bairro de Mayfair - Foto: Divulgação
A área ao ar livre da luxuosa cobertura, no bairro de Mayfair – Foto: Divulgação

Ela foi arrematada por US$ 41,5 milhões (mais de R$ 94 milhões) pela família Nakash, dona da marca Jordache Jeans.