Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A trajetória da empresária paulistana Renata Figueiredo de Moraes Vichi começou a se configurar em 1996 quando seu pai, Celso Ricardo de Moraes, até então proprietário do Laboratório Virtus, adquiriu a Kopenhagen, marca 100% brasileira, nascida nas ruas do centro de São Paulo.

Única herdeira do visionário empreendedor, Renata começou a se interessar pela empresa aos 16 anos e, desde então, carreira e números têm sido meteoricamente ascendentes, até se tornar diretora e chegar à vice-presidência. Todo esse ímpeto fez de Renata uma líder.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

“Neste dia especial, gostaria de homenagear cada mulher que luta diariamente para fazer a diferença, seja no ambiente profissional, pessoal ou familiar. É um dia em que lembro muito da minha mãe, que foi e ainda é uma mulher exemplar e a minha maior inspiração de vida. Como empresária e empreendedora, incentivo muito o empoderamento feminino, principalmente dentro do Grupo CRM [detentor das marcas Kopenhagen e Chocolate Brasil Cacau], onde temos excelentes profissionais em cargos de liderança. Este ano, estou focada em trabalhar a transformação das pessoas, compartilhando as minhas experiências, erros e acertos. Esse é o objetivo do meu projeto Insights_RMV”.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em 21 anos de atuação, a empresária participou ativamente da modernização da marca, dos processos e embalagens e atualmente controla mais de mil funcionários.

O programa de franquias foi turbinado e hoje são mais de 365 lojas Kopenhagen em praticamente todos os estados do país. Servir café nas lojas Kopenhagen passou a ser obrigatório e atualmente a rede vende cerca de 42 cafezinhos por minuto, representando 25% das vendas. Somadas as marcas, ela comanda 700 lojas em todo o país.

Ah, Renata tem 37 anos, é casada, mãe de um menino de 12 anos, amante das atividades físicas e ainda arruma tempo para dar palestras e publicar conteúdos semanalmente em seu Instagram.