Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Por Luigi Torre

É com máxima simplicidade que Nadège Vanhee-Cubulski estreia na direção de criação da Hermès. Substituindo Christophe Lemaire em uma das mais tradicionais maison francesas, a jovem estilista dá início a seu legado de maneira reverencial, mas já injetando um pouco de seu próprio estilo e um bem-vindo frescor contemporâneo.

A principal novidade vem no corte: preciso ao extremo, reto e sem complicações e superficialidades. Calças levemente mais curtas, combinadas a túnicas alongadas do mais leve dos couros, por vezes sob reinterpretações de jaquetas de montaria em tecidos igualmente nobres.

Clássico é uma qualidade essencial à Hermès e são sobre eles que a Nadège trabalha: camisas com proporções levemente mais confortáveis, casacos-cobertor, com maior fluidez e conforto, e toda uma aparente tranquilidade fácil, que se associa aos desejos de agora. E aí outra novidade: as primeiras propostas de um guarda-roupa urbano de alto luxo.

Clique em nossa galeria para ver looks selecionados do inverno 2015 da grife, apresentado nesta segunda-feira (09.03), na semana de moda de Paris: