A primeira aparição da pantera na Cartier, em 1914 - Foto: reprodução
A primeira aparição da pantera na Cartier, em 1914 – Foto: reprodução

A primeira aparição da clássica pantera da Cartier foi em 1914, quando Louis Cartier encomendou o desenho de uma senhora usando joias ao lado de uma pantera negra ao artista francês George Barbier. A peça pioneira desenvolvida pela joalheria que carregava o felino foi um relógio de pulso, em que as manchas da pele do animal eram feitas em ônix com o fundo branco de diamantes.

O broche que o Duque de Windsor mandou fazer para sua mulher, com diamante e safiras - Foto: reprodução
O broche que o Duque de Windsor mandou fazer para sua mulher, com diamante e safiras – Foto: reprodução

Outra grande aparição importante foi em 1948, quando o Duque de Windsor encomendou para a então diretora-criativa da marca, Jeanne Toussaint, um broche de design tridimensional do animal. O presente era para a sua mulher, Wallis Simpson.

Um dos aneis que comemora os 100 anos da Panthère Collection, de ouro amarelo, olhos de esmeralda e focinho de onix - Foto: divulgação
Um dos anéis que comemora os 100 anos da Panthère Collection, de ouro amarelo, olhos de esmeralda e focinho de onix – Foto: divulgação

E para celebrar os 100 anos da coleção da Panthère Collection, a Cartier preparou 14 peças especiais em ouro branco, amarelo e rosé. São três modelos diferentes de anéis, sendo que um deles apresenta uma nova técnica em que o metal vazado com cortes geométricos esculpe a cabeça da pantera, que ainda aparece com olhos de esmeralda e focinho em ônix.

Um dos braceletes que comemora os 100 anos da Panthère Collection, em ouro branco com diamantes e ônix  - Foto: divulgação
Um dos braceletes que comemora os 100 anos da Panthère Collection, em ouro branco com diamantes e ônix – Foto: divulgação

Entre os colares, um pendente que traz os olhos do felino em tsavoritas verdes, abocanhando um aro repleto de diamantes. Os braceletes finalizam a coleção com opções da pantera alongada cravejada de diamantes. As peças desembarcam nas lojas brasileiras da marca até o fim de outubro.

Um dos colares da coleção que comemora os 100 anos da Panthère Collection,, em ouro amarelo e diamantes - Foto:divulgação
Um dos colares da coleção que comemora os 100 anos da Panthère Collection,, em ouro amarelo e diamantes – Foto:divulgação

A comemoração dos 100 anos da coleção, acontece nesta quarta-feira (29.10), na casa do empresário e colecionador de arte Guilherme Magalhães Pinto Gonçalves, no Rio de Janeiro. Na ocasião Christophe Massoni, presidente da marca na América Latina e no Caribe, e Maxime Tarneaud, gerente geral da Cartier no Brasil, recebem convidados para apresentar também uma expo que conta a história do felino na joalheria francesa.