Campanha da @tomfordbeauty – Foto: Reprodução/Instagram

Tom Ford e Steven Kolb, do CFDA (conselho dos estilistas dos Estados Unidos), divulgam nesta quinta-feira (04.06) uma declaração em que descrevem várias maneiras de implementar uma mudança sistêmica na indústria para fomentar o talento negro.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Eles se reuniram com membros do conselho esta semana e criarão um programa de emprego interno em todas as áreas do negócio da moda e implementarão um programa de diversidade e inclusão. O CFDA também pede para que o setor ganhe força de trabalho mais equilibrada em termos raciais.

Leia a declaração completa:

O CFDA realizou uma reunião do conselho na terça-feira, (02.06). Dados os atos deploráveis de racismo e violência que vimos acontecer em nosso país na semana passada, nossa resposta como organização foi a primeira e principal em nossas mentes e em nossos corações.

Os negros neste país estão sofrendo anos de injustiça decorrentes de construções institucionais como escravidão, segregação, encarceramento em massa, brutalidade policial e supressão econômica e eleitoral. A comunidade negra está enfrentando raiva e frustração por causa dos efeitos da pandemia global que mais afetou as comunidades negras.

Ter uma voz clara e se manifestar contra a injustiça racial, fanatismo e ódio é o primeiro passo, mas isso não é suficiente. Este é um momento profundamente perturbador que fala com todos nós. Nosso mundo está sofrendo profundamente. Nossa indústria está sofrendo e não basta dizer simplesmente que somos solidários com aqueles que são discriminados. Nós devemos fazer algo.

O CFDA descreve as iniciativas abaixo que serão empreendidas imediatamente pela organização para criar mudanças sistêmicas em nosso setor:

O CFDA criará um programa interno de emprego especificamente encarregado de colocar talentos negros em todos os setores do negócio da moda para ajudar a alcançar uma indústria racialmente equilibrada. Este programa terá a tarefa de identificar criativos negros e emparelhar esses indivíduos com empresas que desejam contratar.

O CFDA também criará um programa de orientação e um programa de estágio focado na colocação de estudantes negros e recém-formados em empresas estabelecidas no setor da moda.

O CFDA implementará e disponibilizará aos nossos membros um programa de treinamento em diversidade e inclusão.

Faremos contribuições imediatas e realizaremos atividades de angariação de fundos em apoio a organizações de caridade que visem igualar o campo para a comunidade negra.

Instamos todos e cada membro do CFDA a fazer um balanço de sua estrutura corporativa para garantir que tenham uma força de trabalho racialmente equilibrada e desafiamos o setor de varejo da indústria da moda a garantir que sua lista de marcas e sua variedade de produtos seja representativa de talento negro dentro da indústria.