Foto: reprodução
Foto: reprodução

Por Ligia Carvalhosa

As irmãs Phoebe e Annette Stephens são, por si só, ícones de estilo: belas, esguias, mesclam trajes e bordados típicos do México (país de origem da dupla) com peças de alfaiataria. Joalheiras de profissão, quase se sobressaem às próprias criações. Não alcançam tal feito, porque conseguiram moldar ligas metálicas de maneira tão nova e fresca como as roupas que vestem. Juntas, assinam as joias da Anndra Neen – peças esculturais e repletas de texturas que vestem mulheres de personalidade forte, como Michelle Obama, Jessica Alba e Drew Barrymore.

Os desenhos das irmãs, de fato, são incomuns.“Não usamos moldes e isso nos dá maior flexibilidade para experimentar”,diz Annette. A técnica é herança de família. O pai desenhava acessórios para as filhas e a avó materna foi importante joalheira, conhecida das rodas da alta sociedade e amiga de Frida Kahlo e Diego Rivera.“Admiramos a originalidade dela e a vontade de ir contra a corrente. O México era a maior referência em seu trabalho, e, mesmo que a nossa inspiração venha de outras fontes, sempre olhamos para a nossa cultura”, diz Phoebe.

Fotos: reprodução
Fotos: reprodução

Para o verão 2016, não é diferente. As tradições mexicanas se misturam a elementos da Caxemira, na Ásia.A arquitetura local dá origem às formas, e os lírios dos rios são revisitados com o uso de ágatas. As pedras são uma evolução à parte. Se no início as construções eram moldadas majoritaria- mente em alpaca, há três coleções passaram a ter companhia de gemas preciosas. “Nossas peças se tornaram mais polidas e delicadas. Ainda são esculturais, mas ganharam versatilidade”, continua Phoebe. O resultado acompanha do jeans à festa.

Mas se até hoje as joias eram o cerne do negócio, os planos para o futuro vão além – e com a ajuda de Carine Roitfeld. É que em 2103 a diretora global de moda de Bazaar encomendou uma série de bolsas de ouro para o desfile que produz, anualmente, em Cannes. As peças serviram como alerta para uma nova possibilidade: a alta joalheria.“Daremos um passo de cada vez, mas a vontade é de se lançar nesse universo e criar um mundo Anndra Neen, das joias a objetos para casa”, explica Phoebe. Não à toa, moda, design de interiores, cinema e diferentes culturas são constantes em suas pesquisas. Universos tão particulares e únicos como aquilo que criam. No Brasil, parte de suas criações podem ser encontradas na Lool, multimarcas de acessórios com curadoria de Luiza Setubal.