Luciana Barreto, da CNN, usa Dolps – Foto: Divulgação

Fundada em 1988, a Dolps começou com uma proposta de moda festa, mas expandiu seu portfólio de casual e conquistou a preferência de apresentadoras da televisão brasileira, como Maju Coutinho e Luciana Gimenez. Hoje a marca é comandada pela diretora criativa Luciana Won. Bazaar bateu um papo com a estilista. Leia abaixo na íntegra:

Qual é a sua formação de moda?

Me formei em administração de empresas pela PUC de São Paulo e fiz pós-graduação no IED (Istituto Europeo di Design). Não cursei uma faculdade de moda, mas ela faz parte da minha vida desde a infância. Minha mãe, que sempre gostou de costurar e fazer as suas próprias roupas, costumava criar roupas para mim e meus irmão quando tínhamos algum evento especial (aniversários, festa junina, festa de carnaval, da escola…) somos quatro filhos e minha mãe sempre fazia roupas iguais para mim e para minha irmã e para meus dois irmãos também. Ela sempre foi muito artística, e conseguiu cursar estilismo na UFMG e até me lembro de ter ido algumas vezes com ela assistir às aulas juntas. E ela sempre foi ousada, sempre trazia informação de moda nas nossas roupas, eu e meus irmãos éramos sempre os “diferentões” das festas que íamos. Então cresci nesse meio, eu passava as férias “trabalhando” nas lojas dela, provando as roupas, respirando moda. Quando adolescente, acompanhava minha mãe nas viagens de pesquisa de tendências – naquela época, os recursos de pesquisa pela internet eram bem escassos. Essa experiência deixou uma sementinha plantada em mim.

Como chegou à direção criativa da Dolps?

A Dolps é uma empresa familiar, criada pela família do meu marido. Comecei a trabalhar na empresa em 2010, ano seguinte do meu casamento. Na época, fui aprendendo todo o trabalho de criação e produção, como uma assistente mesmo. Fazia tudo com minha sogra, a dona Sofia, que era quem liderava toda essa parte: desde compra de matérias-primas, prova de peças pilotos, aprovação de coleção e viagens de pesquisa. Até que um dia, minha sogra viajou por um longo período e deixou toda a responsabilidade para mim – tive 100% de abertura. Foi a minha vez de mostrar meu trabalho! Não deu outra, quando ela voltou de viagem, viu que não só tudo estava fluindo bem, mas também como tudo estava melhor do que estava antes dela ir viajar. Assim fui conquistando meu espaço dentro da Dolps e gerando um impacto positivo na empresa, que tem evoluído muito em todos os aspectos e conseguido se destacar no mercado.

Quais estilistas/marcas te inspiram?

Melhor do que citar estilistas e marcas, eu prefiro falar sobre o lifestyle que nos inspiram na hora de criar uma coleção. Quando penso na mulher Dolps, penso em uma mulher dinâmica, prática e cosmopolita. É uma mulher que gosta de se vestir bem, estar dentro das tendências e principalmente, estar confortável. Ela tem uma rotina muito corrida e precisa se vestir com praticidade para ir ao trabalho, e essa roupa consegue acompanhá-la durante toda a jornada, inclusive se for “esticar” o dia para ir a um jantar especial. Além de apenas um look bonito, prezo muito na qualidade dos materiais, acabamento e conforto. Faço peças que duram mais de uma estação, que podem ser vestidas por anos sem sair de moda. O desenvolvimento das nossas coleções é um trabalho coletivo, não parte apenas meu. Além das nossas estilistas, que são as autoras dos nossos desenhos, as nossas coleções sempre têm algum tempero especial da equipe de marketing e comercial, que estão na linha de frente com as nossas consumidoras.

Veja na galeria quem usa a marca: