Há marcas que são conhecidas por estimular o espírito guerrilheiro dos fashionistas. Eventualmente, você já deve ter sido pego elaborando alguma tática para comprar aquela peça geograficamente impossível ou com um esquema específico de compra – “Os primeiros cinco que entrarem na loja levam!”. E não adianta julgar: isso pode acontecer com você!

Entre as últimas grandes parcerias concorridas, a collab da Supreme com a Louis Vuitton despertou sorrisos – e choros de quem não conseguiu comprar as peças vermelhas e brancas. Apresentada na semana de moda masculina de Paris, na temporada de inverno 2017, a coleção foi a sensação do ano passado. O termo “esgotou” nunca foi tão real em um lançamento como este. Dos moletons aos baús, as peças, que hoje pertencem às pessoas mais sortudas misturam o ar luxuoso da maison francesa com a estética urbana e esportiva da marca de skate norte-americana. Um resultado satisfatório para o streetcool da Louis Vuitton.

A parceria, de acordo com Kim Jones em entrevista ao “WWD” na época da apresentação, foi uma forma de posicionamento. “Visitei a China recentemente e vi que nosso consumidor mudou muito nos últimos três anos. Os homens costumavam ser bem mais velhos e agora são meninos de 20 e poucos anos”, conta.

Supreme x Rimowa - Foto: Divulgação
Supreme x Rimowa – Foto: Divulgação

A partir daí, o nome Supreme escrito em branco com fundo vermelho, preto e até estampado com folhagens foi visto em outras grandes parcerias. A mais recente? Com a Rimowa. A empresa alemã, após apresentar seus modelos cobertos pelos FF da Fendi, se uniu à Supreme para transformar a sua icônica mala Salsa em um objeto ainda mais desejável. Em duas cores, vermelha ou preta, as bagagens surgem com o logo intenso da marca e estão disponíveis em dois tamanhos. Ainda não há detalhes sobre a data e local de venda, mas vale ficar de olho.