Fachada da Pritemps, em Paris - Foto: Divulgação

Pode surgir por aí um novo gigante do varejo. Segundo informações ainda não oficiais, os acionistas das Galeries Lafayette estariam negociando para comprar a Printemps. Em julho de 2012, as Galeries já haviam comprado a grife de joias Didier Guérin. Se a aquisição da Pritemps for confirmada, esta dobradinha resultará em um negócio com poder de vendas estimado em US$ 8,6 bilhões (cerca de R$ 17,7 bilhões) anuais.