Harold Koda está no comando do MET desde 2000 - Foto: Getty Images
Harold Koda está no comando do MET desde 2000 – Foto: Getty Images

Por Helena Moro

O Metropolitan Museum of Art  (MET) está prestes a perder um dos maiores nomes da arte atual. Harold Koda, curador-chefe do Costume Institute, departamento de exibições de moda do MET, anunciou, que, após uma longa e sucedida carreira, deixará o museu no próximo ano. Figura icônica, Koda tornou-se o diretor do Costume Institute, a pedido do ex-diretor Philippe de Montebello. Sobre sua saída, um porta-voz do departamento chegou a negar o que seria apenas um boato, confirmado pelo próprio Koda nesta terça-feira (01.09).

Atualmente, ele está à frente da exposição Jacqueline de Ribes: The Art of Styleque retratará a vida da condessa francesa, marcada para inaugurar no dia 21 novembro. Apesar do tempo apertado,  ele e sua equipe de 30 pessoas — incluindo Andrew Bolton, ex-curador do Victoria and Albert Museum — confirmaram estar trabalhando freneticamente para que não haja mudanças nos cronogramas – nem na qualidade – das programações do museu.

Curador de algumas das mostras mais importantes do MET, como China Through the Looking Glass, ainda em cartaz, Koda foi o responsável por iniciativas antes inéditas envolvendo o departamento de moda. Uma delas foi a longa negociação com o Brooklyn Museum feita em 2008, em que o MET compartilhou com o outro museu sua coleção de peças para a mostra Costume Collections: A Collaborative Model for Museums.

Em entrevista ao WWD, Koda afirmou que estar animado com o futuro promissor do MET – e do seu também. “Uma das minhas maiores aquisições foi ter trabalhado com Andrew Bolton. Pude colocar sentido em coisas que as pessoas muitas vezes não veem –  em contraponto, este é um dos aspectos mais visíveis do nosso trabalho”, disse.

Relembre na nossa galeria as melhores mostras curadas por Koda: