Marc Jacobs - Inverno 2014

Inspirado pela instalação The Weather Project, criado por Olafur Eliasson, em 2003, Marc Jacobs acendeu um sol gigante em seu desfile de inverno 2014, apresentado na quinta-feira (14.02), em Nova York, criando um efeito de desaturação para introduzir os primeiros looks da coleção, também influenciada por uma experiência pessoal do designer, que teve sua casa no West Village parcialmente destruída após a passagem do furacão Sandy, no ano passado.

“A temporada passada foi toda preta e branca, mas a vida infelizmente não é assim. Prevalecem todos os tons de cinza”, disse o estilista no backstage. “Me senti fora de lugar e queria ver as coisas de um modo mais melancólico e ainda mostrar o lado otimista”, finalizou. Essa espécie de melancolia serviu de base para Marc trabalhar uma coleção cheia de glamour decadente – com brilhos em diversos tons e texturas, estolas, golas e casacos de pele – e perfume retrô – Marc segue nos anos 60, mas com menos fantasia e mais pé no chão. A julgar pelas araras cheias de sua loja em Nova York, mesmo em época de sale, a decisão de apostar em uma coleção mais contida e comercial deve ter sido bem consciente.

Aos looks, então: o estilista aposta no familiar e na força de peças reais para enviar à passarela diversas opções de peças para o dia a dia como tricôs, casacos sessentinha, blazers, coletes masculinos, pijamas brilhosos e saias lápis – hit da temporada! – em materiais como seda e lã. O brilho e as peles estão sempre presentes, arrematando looks inteiros de conjuntinhos, além dos vestidos de festa, que aparecem com comprimentos midi e longos, em cores que vão do prata ao preto. Uma pitada fetichista também aparece, com muita pele à mostra, hotpants, decotes abusados e luvas arrastão.