Fotos: Fotosite


Por Sylvain Justum

Não convém analisar uma coleção de Gloria Coelho apenas pelo briefing impresso no release. O texto sobre o inverno 2013, batizado de Partícula de Deus, junta a obra da artista Sonia Delaunay com Instagram, natureza, arquitetura urbana e a energia do amor (!). Pode parecer devaneio nonsense, mas, para a estilista, tudo sempre faz muito sentido. E, desta vez, não é diferente.

As geometrias dos primeiros tubinhos, aplicadas sobre fina camada de tule – é, oficialmente, um dos materiais da temporada -, tem intenção artsy e refrescam a sempre pesada coleção de inverno de Gloria. Seus casacos poderosos, sempre muito bem cortados, não demoram a surgir na passarela, montada no interior minimalista da Casa Electrolux. Hi-tech, como Gloria gosta.

Em lã pesada e veludo, as armaduras de suas lolitas do futuro tem shape retrô – piscadela aos volumes encasulados de Cristóbal Balenciaga nos anos 1950 – produzindo o elegante contraste sempre muito bem trabalhado pela estilista.

E, se pintam decorações em pedrarias, paetês, cristais e canutilhos, as formas simples e alongadas dos muitos vestidos-regata da coleção tratam de alimentar o duelo entre excesso e o clean. Outro embate: natureza e concreto, campo e cidade, lindamente traduzido nos prints de árvores e skyline noturno (tirado com Instagram no celular, provavelmente). Pelerines, meias-calças gráficas e deliciosos slippers nos pés completam o repertório de inverno de Gloria Coelho.

O look: o delicado vestido em camadas de tule fininhas com print de skyline noturno, em preto, é claro.

Foto: Fotosite


O acessório
: Além das irresistíveis meias-calças com, faixa gráfica nas laterais, Bazaar ama os anéis piercing de pérolas pretas.

A referência: os volumes encasulados dos casacos fizeram linda homenagem à imortal obra de Cristóbal Balenciaga.

Clique na galeria abaixo para ver mais fotos do desfile: