“O que vocês querem que façamos? Vamos fechar”, declara Domenico Dolce

Comunicado vem à tona após condenação da marca por sonegação de impostos

by elav
A dupla Domenico Dolce e Stefano Gabbana - Foto: Getty Images

A dupla Domenico Dolce e Stefano Gabbana – Foto: Getty Images

“O que vocês querem que façamos? Vamos fechar. Não seremos capazes de lidar com isso, é impossível,” declara Domenico Dolce sobre a acusação de suposta sonegação de impostos que rendeu à Dolce & Gabanna possível condenação a 20 meses de prisão mais multa de € 400 milhões (R$ 1377 milhões). “Se nós merecêssemos a sentença, não haveria nada a dizer”, acrescenta Stefano Gabbana. “Mas nós não merecemos”.

A declaração vem a público um mês após a dupla emitir comunicado informando que haviam recorrido da decisão judicial e pouco tempo depois de fecharem as portas de seus nove pontos de venda de Milão, consequência da declaração do prefeito da cidade, que alegou achar inadequada a presença de lojas da marca em espaços públicos da cidade.

“Nós não vamos ceder a ser crucificado como ladrões, porque não somos”, diz Gabbana. “Como poderíamos aceitar ser sonegadores de impostos? Somos pessoas boas, vivemos na Itália, pagamos impostos no país e não pretendemos nos mudar para o exterior.”